A ressuscitação cardiopulmonar combina a respiração artificial com a compressão externa do coração, o que ajuda a movimentar o sangue pelo corpo quando o coração para de bater.

Para saber se o coração de seu animal parou, coloque a palma de sua mão aberta sobre a parte inferior do peito dele , exatamente atrás do cotovelo dianteiro, para sentir o batimento cardíaco, ou coloque seu ouvido sobre o local e ouça. Você também pode procurar a pulsação na artéria femoral que se acha próxima à pele, na parte de dentro da coxa, na virilha. Coloque três dedos abertos sobre essa área e pressione com firmeza, o que permitirá que você a sinta.

Para gatos e cachorros pequenos (menos de 10 kg)

– A técnica de bombeamento cardíaco pede compressões diretamente sobre o coração, para literalmente apertá-lo para que bombeie sangue. Para encontrar o coração, flexione delicadamente a parte inferior da pata dianteira esquerda de seu animal para trás. O coração está localizado exatamente no ponto em que o cotovelo cruza o peito.

– Coloque seu animal deitado de lado em uma superfície relativamente uniforme e firme. Apoie sua mão em concha sobre o ponto do peito situado logo atrás dos cotovelos. Aperte com firmeza, pressionando cerca de 1 cm, com seu polegar de um lado e os outros dedos do outro.

– Você também pode fazer compressões entre seus dedos com filhotes de gatos e cachorros. Aninhe o filhote na palma de sua mão, com seu polegar sobre o coração e os outros dedos do outro lado. Aperte ritmadamente para que  coração bombeie.

– Os veterinários recomendam de 80 a 100 compressões por minuto. Isso equivale a pouco mais de uma por segundo.

Para cães de porte médio a grande (mais de 10 kg)

– Cães com mais de 10 kg têm ossos tão fortes e tanto espaço entre suas costelas e o coração que a compressão não atingirá o coração. Os veterinários recomendam que, ao invés de bombear acima do coração, você use o “método de bombeamento torácico”, que comprime a arte mais alta do peito. Isso altera a pressão consideravelmente dentro da cavidade torácica, e o movimento ritmado da pressão faz com que o sangue flua. Coloque uma mão sobre a outra, em cima do peito, e pressione 25 a 50%.

Alterne compressão e respiração, fazendo uma respiração a cada cinco compressões, qualquer seja o tamanho do animal.

Fonte: Primeiros socorros para cães e gatos