Nova pesquisa mostra que pescadores em 43 portos da América do Sul capturam todos os anos acidentalmente mais de 46.000 tartarugas ameaçadas. Desse número, 16.000 morrem nas mãos de pequenos pescadores em países como Equador, Peru e Chile.

Os cientistas temem que o número real possa ser ainda maior, já que nem todos os portos de pesca dos países escolhidos foram analisados.

O estudo, realizado por pesquisadores da Universidade de Exeter em conjunto com a organização de conservação do Peru ProDelphinus, foi publicado na revista Fisheries Research.

“As pessoas estão acostumadas a se preocupar apenas com a pesca industrial. É recente a atenção para as consequências da pesca em pequena escala”, disse o professor Brendan Godley, do centro de ecologia e conservação da Universidade de Exeter.

“São pequenos navios, mas existem tantos deles que podem causar um grande impacto nos ecossistemas”.

tartaruga presa acidentalmente em rede

A tartaruga-de-couro, que corre grande risco de extinção no Pacífico leste, e a tartaruga-de-pente, ameaçada em todo o mundo, são exemplos de animais que vivem na área estudada

“Este trabalho destaca a importância e os benefícios da nossa abordagem e envolvimento com os pescadores”, disse a Dra. Joanna Alfaro, diretora do ProDelphinus.

“Estamos trabalhando ativamente com os pescadores da região para desenvolver e implementar soluções para as tartarugas capturadas acidentalmente. Nosso objetivo é desenvolver pescarias que sejam sustentáveis ​​para comunidades pesqueiras de pequena escala e para as espécies com as quais eles interagem.”

O estudo, apoiado pela Iniciativa Darwin , foi elaborado para preencher lacunas de dados e identificar áreas prioritárias para futuros trabalhos de conservação.

“Reunir os dados desta pesquisa foi um esforço massivo em três países, e os resultados nos fornecem conhecimentos muito importantes”, disse o Dr. Jeffrey Mangel, também ProDelphinus.

Existem sete espécies diferentes de tartaruga presentes nos oceanos em todo o mundo, quase todas classificadas como ameaçadas de extinção, de acordo com o WWF.

Esses animais marinhos estão ameaçados por caçadores, pela destruição de seus habitats, e pelo risco de captura acidental por pescadores.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/06/tartarugas-capturadas-acidentalmente-america-sul/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.