Defensores dos direitos animais e da vida selvagem correm contra o tempo para barrar mais uma ação lamentável do Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA. A agência anunciou em junho deste ano o plano de limitar o território dos lobos vermelhos a terras federais em apenas dois condados. As restrições à caça de lobos fora desse perímetro ficam suspensas.

Na prática, o encolhimento do território protegido deixa a espécie ainda mais vulnerável. Dos 120 lobos vermelhos vivendo na natureza, restam apenas 35. Outros 200 vivem estão em programas de reprodução em cativeiro.

As novas regras em vigor no fim de novembro. A Red Wolf Coalition, a Defenders of Wildlife e a Animal Walfare acionaram a justiça. Os advogados do grupo afirmam que o plano fere a Lei de Espécies Ameaçadas dos EUA.

O juiz federal que ouviu o caso nota negligência em limitar a área dos lobos a uma zona costeira. Há risco de inundação e desdobramento de furacões.

Os advogados do Serviço de Pesca e Vida Selvagem afirmam que a agência trabalha duro para revisar o plano.

Lobo m risco nos EUA | Foto: Pixabay

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/10/agencia-dos-estados-unidos-age-contra-lobos-vermelhos/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.