Uma casa em Nova Lisboa, Nova York, nos Estados Unidos recebeu uma denúncia de maus-tratos contra animais, e até mesmo os policiais se surpreenderam com a situação do local ao averiguar o chamado.

Correndo pela propriedade para encontrar o interruptor para desligar a energia, cada curva produzia uma cena ainda mais torturante. Um ganso foi encontrado preso em uma cerca elétrica no jardim da frente.

No porão da casa, sete cães viviam em um piso de fezes e resíduos, alguns trancados em gaiolas de metal enferrujado, sem espaço para ficar de pé, com as paredes foram mastigadas até os rodapés.

(Foto: Susquehanna Animal Shelter)

Os maus-tratos e a crueldade não paravam por aí: do lado de fora da casa, burros com cascos enormes estavam em um campo árido e lamacento.

Os porcos em uma espaço tão apertado que mal podiam andar ou movimentar seus corpos devido à sujeira profunda de centímetros de espessura que envolvia sua gaiola.

Ainda, galinhas em gaiolas de arame apertadas, sem espaço para andar, e coelhos com apenas palha para comer. Mais dois cachorros estavam amarrados do lado de fora.

Stacie Haynes, diretora executiva do Susquehanna Animal Shelter, deu apoio imediato à ação policial no local para resgatar os animais. Entretanto, ganso já tinha morrido eletrocutado.

“Esses animais foram basicamente torturados”, disse Stacie ao The Dodo. “Eles não tinham comida nem água. Seus recintos estavam cheios de fezes. Eles mal podiam ficar em pé. Foi horrível”.

Haynes e sua equipe de resgate e de veterinários realizaram uma ação de salvamento no local, o que durou 12 horas, analisando caso a caso as crueldades do ambiente e atentando-se à detalhes para o tratamento posterior dos animais.

Cabras, galinhas, pombos, ovelhas, porcos, burros e cães: mais de 100 animais viviam em condições imundas em toda a propriedade – alguns até em recintos com os corpos ou ossos de outros colegas falecidos.

(Foto: Susquehanna Animal Shelter)

“Nós ligamos para a nossa rede imediatamente porque sabíamos que haveria muitos animais de fazenda precisando de um lugar para ir”, disse Haynes. “As pessoas se prontificaram imediatamente para levá-los”.

Triste situação dos animais

“Os burros estavam em condições muito precárias. Extremamente desnutridos. Ainda assim, eles são calorosos e amáveis, e já podemos ver como eles estão felizes com o resgate”, comentou Haynes sobre a intensidade dos maus-tratos.

Os porcos que estavam vivos estão sendo tratados pelo Southern New York Pig Rescue até que estejam saudáveis ​​o suficiente para serem adotados. “Os porcos adotivos estão se instalando e saboreando o simples fato de que agora estão quentes, secos, seguros e com barriga cheia”, disse a equipe de resgate no Facebook.

Maus-tratos e crueldade contra animais em casa localizada em Nova Iorque, nos EUA (Foto: Susquehanna Animal Shelter)

Maus-tratos e crueldade contra animais em casa localizada em Nova Iorque, nos EUA (Foto: Susquehanna Animal Shelter)

Todos os nove cães da propriedade foram levados para o Susquehanna Animal Shelter, onde foram preparados e estão recebendo cuidados e alimentação 24 horas por dia. Eles estarão disponíveis para adoção nas próximas semanas.

Embora o caso ainda esteja em andamento para ser julgado, os dois donos da casa, William Desimone e Gabrielle Bastian, foram presos por acusações de crueldade contra animais.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/05/animais-sao-sofrem-maus-tratos-indiziveis-em-residencia-nos-eua/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.