Na manhã do último domingo (20), um boi foi encontrado em estado de exaustão pela Polícia Militar de Itapema, em Santa Catarina. Ele estava dentro de um riacho, na Rua 706. Segundo informações repassadas para a Polícia Militar, o animal foi usado por criminosos para a prática da farra do boi.

18

Divulgação

O animal foi explorado a ponto de chegar à exaustão sob o argumento de que os praticantes estão cultuando uma “tradição”.

Um laçador foi acionado, e o animal foi resgatado pelos funcionários da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc).

“Recentemente, em Bombinhas, um morador veio a óbito por cultuar esse crime que muitos insistem em chamar de tradição. Agora, encontramos o animal em estado deplorável, pela mesma irresponsabilidade de pessoas que praticam esse ato, achando que vão ficar impunes. Farra do boi é crime, e nós não nos cansaremos de combater essa violência que mata tanto o animal quanto o ser humano”, afirmou o tenente Israel Damázio, comandante da PM de Porto Belo e Bombinhas.

No dia 27 de fevereiro deste ano, um morador da Praia de Canto Grande, em Bombinhas, morreu após levar uma chifrada de um boi e ficar dois dias internado em coma induzido. Jamilsom Amarildo teve o pulmão perfurado por um chifre, quando participava da farra do boi.

A Polícia Militar de Santa Catarina, com o apoio de policiais ambientais, vem realizando operações na região para coibir a prática de farra do boi, bem como campanhas educacionais, porém a prática criminosa continua sendo uma constante na região da Costa Esmeralda.

Fonte: A Novidade

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.