O pequeno rinoceronte Arthur precisava de toda ajuda possível quando chegou ao santuário South Africa National Parks (SANParks). Ele recebeu atenção especial de um veterinário porque estava com a pata e as costas feridas.

Reprodução | The Dodo

Ele foi encontrado próximo ao corpo de sua mãe, e os ferimentos foram causados pela própria machete usada pelos caçadores que a mataram. Eles queriam retirá-lo do caminho para terminar o “trabalho”.

Mas as cicatrizes de Arthur não eram apenas físicas, e ele precisava imensamente de atenção e carinho, já que os traumas eram gigantescos na vida do pequenino. É natural que bebês rinocerontes fiquem com suas mães pelos primeiros três anos de vida, então ele com certeza se sentia muito sozinho.

Atenção, o conteúdo da imagem a seguir é forte:

Reprodução | The Dodo

Foi então que apareceu Summer, uma filhote de rinoceronte de pouco mais de 6 meses de idade, para trazer um pouco de alegria para Arthur.

Assim que ela viu o pequeno amigo, ela se aproximou dele e começou a tocar seu nariz no dele. A ação foi recíproca, e era possível até mesmo perceber que Arthur esboçava uma espécie de sorriso em meio a toda essa situação.

“Eles já amam passar um tempo um com o outro e brincar juntos,” disse Petronel Nieuwoudt em entrevista ao portal The Dodo. “Nós conseguimos enxergar uma grande e forte amizade entre os dois e estamos muito orgulhosos”.

E é verdade, já que os dois não enjoam um do outro. Passam todo o tempo que podem juntos.

Reprodução | The Dodo

“Depois de passar apenas alguns dias juntos, Arthur e Summer já estão mostrando uma linda conexão,” escreveu o santuário. “Arthur e Summer se encontraram como velhos amigos e estão nitidamente felizes por estarem juntos”.

A socialização é a melhor maneira de rinocerontes se recuperarem de experiências traumáticas, e isso é bem enfatizado pelos profissionais do santuário.

Rinocerontes estão ameaçados porque em alguns lugares na Ásia a crença é a de que seus chifres sejam cura para diversas doenças. Então muitos caçadores matam os animais para depois vendê-los por um preço muito alto. Até que isso mude, situações como a de Arthur continuarão a acontecer.

Reprodução | The Dodo

Felizmente, observar os laços sendo atados entre os animais serve como uma injeção de esperança de que mesmo sendo expostos a situações tão horríveis, ainda é possível que os animais cresçam e tenham uma vida repleta de momentos felizes.

“A reabilitação é muito mais fácil quando os órfãos conseguem criar laços com outros rinocerontes e passar um tempo juntos,” explica o santuário em sua página de Facebook. “E apresentações como essa são extremamente importantes, e também muito especiais de assistir. Depois de virem de situações igualmente trágicas, observar os rinocerontes se unirem dessa maneira e superarem os traumas é realmente mágico”.

Arthur e Summer crescerão no santuário e, assim que estiverem saudáveis e fortes – eles já estão mostrando sinais de recuperação -, eles serão soltos novamente em seus habitats naturais.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/06/bebe-rinoceronte-resgatado-toca-nariz-amigo-pedindo-beijo/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.