Apesar de gravemente ferido o bebê rinoceronte se recupera bem | Foto: Care for Wild

O bebê rinoceronte de apenas 4 meses foi ferido ao defender sua mãe | Foto: Care for Wild

O bebê rinoceronte, de apenas 4 semanas, batizado de Arthur, estava ao lado de sua mãe no Kruger National Park no Sul da Africa quando os dois foram surpreendidos por caçadores que pretendiam matar o rinoceronte adulto. Empunhando machados e facões, os caçadores os atacaram, mas Arthur tentou detê-los.

O corajoso rinoceronte enfrentou os caçadores, mas ele não era nem de longe, páreo para suas armas. A mãe não sobreviveu ao ataque e além de ter ficado com ferimentos graves e profundos pelo corpo, Arthur também ficou machucado emocional e psicologicamente pela perda da mãe.

Resgatado pelo Care For Wild Sanctuary o bebê rinoceronte tem conseguido se recuperar apesar de seus ferimentos e da falta que sente de sua mãe. Ele é cuidado com amor e atenção 24 horas por dia pela equipe da Care for Wild, além de alguns voluntários incríveis e dispostos.

Felizmente, uma voluntária da Care For Wild, Liz Wilson-Chandler, uma enfermeira especialista em cuidados com ferimentos profundos e membro da equipe do Gift of the Givers, a maior organização sem fins lucrativos de origem africana do continente, interveio para ajudar o animal traumatizado.

É compreensível que os bebês rinocerontes morram mais comumente de traumas emocionais do que ferimentos físicos, especialmente quando são separados da mãe”, explicou Gift of the Givers em seu site. “Arthur precisava de um cuidado repleto de ternura e amor e um toque suave melhor ainda se aliado a uma especialista em ferimentos profundos, para cuidar dele em um ambiente de reabilitação seguro, secreto e privado”.

O pedido de ajuda lançado por Michelle Potgieter, também voluntária do santuário de rinocerontes, para socorrer Arthur tomou uma proporção tão grande que agora eles poderão ajudar rinocerontes necessitados de todo o país.

“A iniciativa de Michelle para ajudar o bebê rinoceronte teve uma reação surpreendente. Curativos para feridas e suprimentos médicos vieram da BSN, Ligamed, Electrospyres, Acetily, Saúde Umzinzi e Safarnex”, informou a organização que relata que desde que a campanha para ajudar Arthur foi iniciada, eles têm recebido ligações oferecendo ajuda de lugares tão distantes quanto Namíbia.

“Agradecemos a essas empresas. O estoque excedente agora poderá ser usado para ajudar outros rinocerontes em vários santuários por toda a África do Sul”.

Os assassinos de sua mãe e responsáveis pelos ferimentos de Arthur foram presos.

Doações para o santuário que resgatou e está cuidando de Arthur podem ser feitas aqui.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/06/bebe-rinoceronte-sobrevive-apos-ser-atacado-a-machadadas-por-cacadores/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.