Acontece que cães e gatos não são inimigos, e nós vamos explicar tudo sobre essa relação conturbada de amor e ódio entre os cães e os gatos e sobre como fazer essas duas espécies que nós tanto amamos conviverem em harmonia.

cão e gato

Cães e gatos não são inimigos

A ideia de que cães e gatos se odeiam é tudo fruto da nossa imaginação. Pois é, gatos são animais com instintos predatórios, eles atacam ratos e pássaros, pois esses seriam suas presas na vida na floresta.

O mesmo acontece com os cães e gatos, qualquer animal menor desperta nos cães seus instintos de predador, assim como ratos, pombos e lagartixas, os gatos e seus rápidos movimentos despertam no cachorro esse instinto.

cão e gato

Muitas vezes o cão nem tem interesse em matar o gato, apenas uma grande curiosidade que pode se agravar com o fato do gato demonstrar medo e subir rapidamente em um muro. Mas isso não significa que cães e gatos são inimigos mortais.

O erro dos humanos

Quando nós humanos colocamos em nossas cabecinhas que os gatos e cães são inimigos, a gente simplesmente começou a desestimular a convivência entre as duas espécies, o que fez com que cães e gatos começassem a se estranhar cada vez mais.

cão e gato

Se você pegar um filhote de cão e coloca-lo junto a um filhote de gato, os dois provavelmente vão brincar amigavelmente, primeiro porque como ainda são filhotes os dois ainda não associaram a outra espécie a experiências ruins e assim podem se tornar amigos facilmente.

Níveis de energia diferentes

Os cães e gatos geralmente apresentam níveis de energia bem diferentes, enquanto o cão costuma ser bem mais agitado, o gato costuma ser um animal mais tranquilo, e juntar essas duas energias em um mesmo espaço pode gerar problemas.

cão e gato

O que não significa que eles sejam inimigos, apenas significa que os dois precisam de supervisão, de convívio e de tempo para entender até onde vão os limites do outros. Os cães costumam invadir mais o espaço e acabar mais rápido com a paciência dos gatos do que o contrário.

Na vida selvagem

Agora vamos para os ancestrais ainda vivos desses animais que nós amamos como filhos, os canídeos e felinos não se confrontam na vida real, muito raramente um lobo e um felino como um leopardo ou tigre iriam se enfrentar.

Aproveite para conferir nosso artigo sobre como adaptar o cão a animais de outras espécies

Primeiro que o lobo vive em matilhas para se defender, segundo que a maioria dos felinos selvagens são maiores e mais fortes do que os canídeos selvagens. O que demonstra que a eterna rixa cão e gato nada tem a ver em odiar especificamente aquela espécie, simplesmente tem a ver com o fato do gato doméstico geralmente ser menor que os cães.

cão e gato

E essa diferença de tamanho e falta de convívio desperta curiosidade e instintos de caça no cão, que pode facilmente perder uma briguinha para um gato mais corajoso e sem medo de cachorros.

Como fazer cães e gatos conviverem?

Para começo de conversa é necessário entender que nem sempre o fato de se estranharem tem a ver com a espécie e muitos vezes tem a ver com aquele animal em específico, é como o nosso ditado “às vezes o santo não bate”.

Também é preciso entender que quanto mais o animal for socializado com animais de outras espécies, mais facilmente ele vai aceitar outras criaturas em seu círculo familiar. Cães novinhos, por exemplo, precisam ver os gatos como um amiguinho da família desde novinhos.

cão e gato

Aproveite também para conferir nosso artigo sobre ter mais de um cão

O principal para fazer cães e gatos se socializarem bem é a primeira impressão, sim, isso importa muito. Se você já tem um cão e quer trazer um gato pra casa, o ideal é que um dos dois seja filhote, e vice-versa, é preciso que o cão esteja calmo para que os níveis de energia não se choquem no primeiro contato.

E os dois animais precisam estar se sentindo seguros, segurar o gato no colo a uma certa distância que evite que o cã invada seu espaço é uma boa ideia. Mas tome cuidado para o cão não ficar com ciúmes.

cão e gato

Não esteja com medo, tanto o cão quanto o gato vão sentir que está com medo e vão ficar assustados também, relaxe e transmita tranquilidade aos seus amiguinhos, isso vai ajudar bastante no primeiro contato entre eles.

Lembre-se que tudo leva tempo e eles provavelmente não vão se amar na primeira semana, deixe que os dois se sintam confortáveis em seus espaços e dê atenção por igual aos dois, sempre tentando aproximá-los através do convívio com você, brincando os três juntos. Mas não esqueça que cada um precisa de um tempo a sós com você.


Fonte Oficial: http://webcachorros.com.br/caes-e-gatos-sao-mesmo-inimigos/.