Dois cachorros abandonados pelos tutores em uma casa vazia foram resgatados por uma protetora de animais em Araçatuba, no interior do estado de São Paulo. Os cães estavam passando fome há dias.

(Foto: Andreia de Sousa Oliveira)

Vizinhos do casal responsável pelos cães contaram que os dois se mudaram e deixaram os cachorros para trás. Um boletim de ocorrência foi registrado em uma delegacia e, segundo a polícia, o casal vai responder por abandono e maus-tratos a animais.

O resgate ocorreu após Andreia de Sousa Oliveira receber uma denúncia de que os animais estavam presos em uma casa, sem água e comida, há quase uma semana. Ao chegar no local, a protetora confirmou a informação recebida e entrou em contato com o proprietário da residência, que foi até o local e disse ter alugado a casa para o casal. O dono do imóvel afirmou não saber da existência dos animais.

“Os cachorros estavam só pele e osso, com fome, sede, diarreia e cheios de carrapatos. Um deles estava quase morrendo”, afirmou Andreia em entrevista ao G1.

Levados a uma clínica veterinária, Nino e Tobias, como passaram a ser chamados, receberam os primeiros cuidados.

(Foto: Andreia de Sousa Oliveira)

“Ainda temos que eliminar todos os carrapatos, fazer mais exames, castrar e, finalmente, encontrar um novo lar para eles”, disse a protetora, que contou ainda ter conversado com a antiga tutora dos animais após a mulher entrar em contato com Andreia para pedir os cães de volta.

“Ela disse que só tinha abandonado os animais porque estavam doentes”, contou Andreia. “As pessoas cometem esse tipo de crime por acharem que não serão punidas. Geralmente, quem abandona um animal, logo substitui por outro e depois abandona de novo, é um ciclo que nunca acaba”, acrescentou.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/08/caes-passam-fome-por-dias-apos-tutores-abandona-los-casa-vazia/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.