Uma das formas mais eficientes de evitar a gripe nos cães é manter a vacinação em dia. Também vale cuidados como protegê-los do frio e da chuva

Ao contrário do que muita gente pensa, os cachorros também estão sujeitos a certas doenças ligadas ao sistema respiratório, como gripes e resfriados. Em épocas como outono e inverno, o número de incidência aumenta consideravelmente. Isso acaba gerando preocupação de muitos tutores, já que nem todo mundo sabe a forma ideal para ajudar a curar o pet.

Uma das formas mais fáceis de evitar a gripe entre os cachorros é através da vacina. Na maioria das vezes, essa “arma de imunização” deve ser dada aos cachorros quando eles ainda são filhotes, a partir das três primeiras semanas de vida. Isso se faz necessário devido o sistema imunológico ainda não estar totalmente desenvolvido, deixando os animaizinhos mais vulneráveis ao ataque de vírus e bactérias.

Já para os cachorros mais velhos, o reforço anual na dose da vacina é o suficiente para resguardá-los da doença. Assim como os filhotes, os cachorros de mais idade podem apresentar o sistema imunológico mais frágil, o que pode estar diretamente associado a existência de outra doença. Por isso que seguir o calendário de vacinação de forma regular é tão importante para a saúde dos animais.

Cães também podem ter gripe. Como prevenir e tratar?

Foto: depositphotos

Mais sobre a imunização dos cachorros

Para prevenir os cães de gripes e resfriados, a vacinação pode ser realizada através de duas formas diferentes: injetável e intranasal. O primeiro tipo consiste na aplicação da vacina com auxílio de uma seringa, por baixo da pele do animal. Quanto à forma intranasal, a aplicação é feita no nariz do pet, com a utilização de uma gotinha apenas. Vale ressaltar que ambas as formas de aplicação possuem o mesmo efeito de proteção.

Principais sintomas da gripe nos cães

De acordo com matéria publicada no site do Correio Braziliense, a gripe canina, que também é conhecida como tosse dos canis ou traqueobronquite infecciosa canina, pode ser transmitida de várias formas. Entre elas estão: vírus solto no ar, secreções respiratórias, contato direito com outros cachorros infectado e também objetos contaminados.

No que diz respeito aos principais sintomas, a secreção nasal, espirros e tosse aparecem como os principais. Além desses sintomas também estão associados ao problema de saúde nos cães: secreção ocular, prostração, falta de vontade de comer e, nos casos mais graves, aumento da temperatura corporal (febre). Em alguns casos, a gripe pode evoluir para uma pneumonia, causando, inclusive, maior dificuldade respiratória.

A gripe nos cachorros pode ser causada pelo vírus da Parainfluenza. Além do mais, o problema também pode estar vinculado a uma infecção bacteriana da Bordetella bronchiseptica ou ainda pela combinação dos dois tipos de agentes: Parainfluenza e Bordetella bronchiseptica.

É importante frisar que a gripe apresentada pelos cães não é a mesma que atinge os seres humanos. Por isso, o cuidado com os cachorros doentes não deve sofrer interferência.

Formas de prevenção

Além da vacinação, que a forma mais eficaz de prevenir o aparecimento de gripe nos cachorros, você pode tomar algumas atitudes em prol do seu melhor amigo. Esteja em dia com outras vacinas, como a antirrábica, V8 ou V10 (polivalente), contra giárdia e leptospirose, isso ajuda a manter a imunidade do seu cãozinho em alta.

Em dias frios, procure proteger os pet em áreas cobertas e longe da chuva. Nesse sentido vale abrigá-los dentro de casa ou em espaços próprios, como casinhas por exemplo. Agasalhos, mantas e roupinhas também ajudam. Para as pessoas que dão banho nos cachorrinhos em casa, tome cuidado com a friagem. O mais indicado é recorrer a um pet shop, já que eles possuem equipamentos para secagem da pele e pelos.

Fonte Oficial: https://www.clubeparacachorros.com.br/tabombando/caes-ter-gripe-como-prevenir-tratar/.