Foi divulgado hoje que a cantora pop Sia contribuirá na narração de um dos documentários sobre veganismo mais aguardados do ano, “Dominion”, ao lado dos atores Joaquin Phoenix e Rooney Mara.

Sia anunciou que adotou o veganismo no Twitter em 2014 e, desde então, tem militado pela causa – no mesmo ano, a ONG PETA mandou uma caixa com brindes veganos para incentivar a cantora, e ela participou de uma campanha da organização.

Ela até mesmo saiu na mídia depois de entrar em um conflito com a também cantora pop Azealia Banks, que disse fazer sacrifício de galinhas em um quarto de sua casa. Elas se xingaram pela internet e os fãs ficaram abalados por dias.

Reprodução | PETA

A equipe de produção do documentário ficou muito feliz com a contribuição da artista “Nós estamos empolgados em anunciar a terceira narradora de Dominion, a cantora australiana Sia,” escreveu a equipe de produção do documentário. “Na próxima semana, esperamos anunciar os últimos narradores, para que então os DVDs sejam lançados. Obrigado a todos pela paciência!”

De acordo com o escritor, diretor e produtor Chris Delforce, Dominion desafia a ideia de que “animais são inferiores, humanos são superiores e portanto isso nos garante o direito de ter certo domínio sobre eles, então estou desafiando essa suposição, essa percepção, de que os animais são inferiores e a ideia de que se alguém é inferior isso te dá o direito de controlá-lo, de explorá-lo e usá-lo para seu próprio bem.“

Equipe técnica do documentário (Reprodução | Plant Based News)

O documentário pretende ser uma espécie de Terráqueos australiano, que mostra a realidade nua e crua, sem poupar as cenas, já que fazê-lo seria, do ponto de vista dos idealizadores da obra, uma forma de desrespeito e de diminuir o sofrimento animal.  

Aguardemos mais notícias na próxima semana.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/05/cantora-sia-participara-de-dominion-novo-documentario-em-producao-sobre-veganismo/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.