Foto: Equipe de Bombeiros de North Charleston

Foto: Equipe de Bombeiros de North Charleston

Uma família andava de bicicleta um dia ensolarado na Carolina do Sul (EUA) quando de repente ouviram o que parecia ser um filhote chorando. Eles desceram de suas bicicletas e foram investigar de onde vinha o barulho, e ficaram chocados ao encontrar um cachorrinho preso sob uma pilha de terra e concreto.

Sem saber como ajudar, eles rapidamente ligaram para o serviço de emergência, e tanto a polícia quanto os bombeiros do North Charleston Fire Department responderam ao chamado na esperança de que pudessem libertar o filhote preso.

“Eles nos mostraram onde o cachorro estava localizado”, disse ao The Dodo o capitão Paul Bryant, do Corpo de Bombeiros de North Charleston. “Eram pilhas de concreto de 4 por 4 pés, algumas menores, outras maiores. Um dos policiais disse que podia ver o cachorro, então ficamos de joelhos para olhar e vimos apenas o narizinho dele saindo da pilha de escombros”.

Foto: Equipe de Bombeiros de North Charleston

Foto: Equipe de Bombeiros de North Charleston

Depois de mover as lajes de concreto para fora do caminho com uma alavanca, o capitão Bryant tentou puxar o filhote de cachorro, mais tarde batizado de Rocky, para fora da sujeira e escombros restantes, mas infelizmente não havia espaço suficiente. Ele então pegou uma pá e começou a cavar, e finalmente conseguiu criar espaço suficiente para puxar o filhote confuso para a segurança. O resgate só levou cerca de 11 minutos, mas ninguém tem ideia de quanto tempo Rocky ficou preso lá antes que a ajuda chegasse.

Assim que ele foi libertado, o pequeno Rocky não parava de lamber o rosto de Bryant em gratidão. O filhote claramente tinha muita energia e muito amor para dar, e todos imediatamente se apaixonaram por ele – especialmente Bryant.

A família que inicialmente encontrou Rocky disse que o levariam para um hospital de animais nas proximidades para procurar um microchip em seu corpo e encontrar sua família, mas depois que ele se foi, Bryant não conseguiu tirar Rocky de sua cabeça.

Foto: Capitão Paul Bryant

Foto: Capitão Paul Bryant

Rocky foi levado pela ONG Charleston Animal Society, e acabou não sendo microchipado, afinal. A busca por sua família potencial não deu em nada, e assim que Bryant ouviu isso, ele soube exatamente o que fazer.

“Eu queria saber se sua família foi encontrada, ou se as pessoas que o encontrou iria ficar com ele”, disse Bryant. “Uma vez que descobri que ele não tinha um tutor e a família que o encontrou não conseguiu ficar com ele, soube na hora que ele voltaria para casa comigo.”

Bryant sentiu-se ligado a Rocky desde o segundo em que o resgatou debaixo baixo daquele concreto, e era como se o par tivesse sido destinado a ficar junto.

“Eu descobri que poderia adotá-lo, e estou muito feliz desde então”, disse Bryant em um vídeo sobre o resgate de Rocky.

Foto: Capitão Paul Bryant

Foto: Capitão Paul Bryant

Uma vez que Rocky recebeu seu atestado de saúde e estava pronto para ir para sua nova casa, Bryant dirigiu-se à Charleston Animal Society para buscá-lo e assim que Rocky viu seu salvador novamente, ele mal podia conter sua excitação. Ele o reconheceu na hora.

Rocky está agora acomodado e feliz em sua nova casa e não poderia estar mais satisfeito com a forma como as coisas aconteceram. Ele passou de preso e sozinho a ter o melhor pai do mundo, e todo mundo envolvido ficou muito emocionado ao saber que Bryant e Rocky acabaram juntos.

Os dois se tornaram inseparáveis como não poderia deixar de ser: “Ele é um cão muito enérgico e gosta de brincar com seus novos brinquedos”, disse Bryant. “Ele está sempre ao meu lado, nunca me deixando sair da sala sem me seguir”, conta o papai orgulhoso.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2019/04/cao-soterrado-por-placas-de-concreto-e-adotado-por-bombeiro-que-o-salvou/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.