Rafael e Lenise criaram o blog “Amor aos Pets” | Foto: Reprodução

Um profundo amor pelos animais e uma vontade resiliente de transformar a realidade fez nascer em janeiro de 2018 o blog “Amor aos Pets”, que tem como principal objetivo conscientizar e informar sobre cuidados que precisam ser dispensados a animais domésticos. A iniciativa é fruto do Consultor de Marketing Rafael Querido (26) e da Auxiliar de Classe Lenise Querido (21) que tiveram como principal inspiração a cadelinha tutelada por eles, a dachshund Paty.

Além de divulgarem inúmeros artigos com dicas e informações preventivas, o site também conta com um completo e didático infográfico (veja aqui) que expõem a realidade do abandono de animais no Brasil. Em entrevista à ANDA, Rafael conta como foi realizado o trabalho de pesquisa. “Em um primeiro momento enviei e-mails para algumas ONGs que atingem um número maior de pessoas para saber se elas tinham dados. Infelizmente número concretos ficam difíceis de ser encontrados, porque ONGs realizam trabalhos regionais. Em um segundo momento, procuramos em jornais e matérias divulgadas online como o Ministério da Saúde, Folha de SP, O Globo e a ANDA”, disse.

A convivência com Paty abriu os olhos do casal para a proteção animal | Foto: Arquivo pessoal

Ele afirma que lamentavelmente encontrou muita dificuldade em descobrir dados precisos. “Várias fontes continham poucas informações, então juntamos várias pesquisas para conseguir realizar o material. Ao meu ver, parece não ser do interesse de ninguém que os números sejam revelados, pois é muito difícil encontrá-los de forma concreta. Diferente, por exemplo, de outros países, onde é possível encontrar essas informações de forma mais facilitada”, explica.

Rafael conta também que o infográfico foi concluído em 30 dias e contou com a ajuda de um amigo para a finalização da arte. Ele explica que a iniciativa tem dois motivos principais. “Primeiro, reunir essas informações para expor os dados cruéis sobre abandono de animais no Brasil que não são falados. Não fazíamos nem ideia que existem cerca de 30 milhões de cães e gatos nas ruas. Segundo, ajudar ONGs e protetores. Como eu trabalho com marketing, sei que as pessoas precisam encontrar um motivo para comprar ou ajudar. As ONGs têm muita dificuldade para mostrar números claros e reais sobre por que a população deve contribuir. As pessoas também não sabem quanto custa manter um animal em um abrigo. Com esses dados, tudo fica mais fácil de ser divulgado e serve até como um material de evangelização para que as pessoas entendam como uma pequena ajuda de R$15 mensais, por exemplo, pode fazer a diferença”, contou. E completa: “Várias ONGs já pediram autorização para usar o nosso material e publicaram em seus sites. Ele tem sido útil e esse era o objetivo dele”.

Paty, a “musa” inspiradora do “Amor aos Pets” | Foto: Arquivo pessoal

“Amor aos Pets”

O casal que vive em Campinas, no interior de SP, conta que a ideia para a criação do blog surgiu de uma necessidade emergente de ajudar o próximo. Lenise afirma que a proposta do site é a divulgação de conteúdos didáticos para fomentar a responsabilidade e valorização da vida dos animais. “É uma forma de conscientizar a todos sobre os cuidados que devemos ter com os animais. Aproveitamos o conhecimento técnico do Rafael para criar o blog e começamos a divulgar materiais como forma de educar”, disse.

Rafael conta que a produção de conteúdo para o blog é realizada de forma colaborativa, ética e com essência jornalística. “A ideia era criar algo útil para ajudar as pessoas que tutelam um animal doméstico em casa, mas às vezes não sabem bem como fazê-lo de forma correta, mas vale ressaltar que não somos experts no assunto, a troca de informação da comunidade nos ajuda a aprender muito também. ‘O Amor aos Pets’ existe há sete meses e uma veterinária nos ajuda e revisa todo o conteúdo que é publicado, porque queremos ter certeza que tudo é 100% correto e que, principalmente, não irá colocar a saúde de nenhum animal em risco”, esclarece.

Reprodução | Amor aos Pets

Ele ressalta também que assim que iniciou o projeto do blog adotou o vegetarianismo, pois desconstruiu a imagem que existem animais para serem amados e outros para serem mortos e consumidos por seres humanos. “Quando comecei a pesquisar informações sobre abandono de animais me deparei com matérias sobre hábitos alimentares chineses em relação a cães e me veio um insight: ‘qual a diferença entre cães e vacas? Por que um é taxada com amigo e o outro como comida?’. Comecei a refletir e depois de um fim de semana sem comer carne, sem planejar, eu caí na real e percebi que fiquei dois dias sem comer carne e a partir dali, fui no pensamento: ‘acho que consigo mais um dia, os animais não merecem isso’. E estou assim desde então”, declarou.

Lenise já é vegetariana há mais de um ano e abandonou o consumo de carne após assistir documentários com temática vegana que denunciam a exploração, escravização e crueldade da indústria que massacra animais apenas para atender ao egoísmo humano. Após darem esse grande passo na construção de um mundo melhor, o casal espera que o blog ajude a conscientizar a população e o poder público sobre a importância da adoção, bem-estar animal, criminalização do abandono e projetos de controle populacional de animais.

Reprodução | Amor aos Pets

Ajuda de especialista

Além de Rafael e Lenise, o “Amor aos Pets” também conta a colaboração voluntária da veterinária Adriana Fadul [1], que em entrevista à ANDA, contou que conheceu o blog após ver uma postagem realizada pelo casal na rede social Facebook solicitando ajuda de especialistas para contribuir na produção de conteúdo.

Ela afirma que rapidamente aceitou integrar a equipe, pois considerou de extrema importância compartilhar informações de interesse público que fazem parte da sua vivência profissional. “A principal importância em ter um veterinário é que as informações estejam corretas e com referências científicas, vejo muitos erros, alguns grotescos em blogs sobre animais e que ainda não dão a ênfase que a procura de um profissional como o veterinário é sempre a melhor opção para a qualidade de vida do animal”, concluiu.

Reprodução | Amor aos Pets

[1] Adriana Fadul é bacharel em Medicina Veterinária pela Universidade Camilo Castelo Branco (2005, campus Fernandópolis – SP), é pós graduada pela Qualittas em Clínica e Cirurgia de pequenos animais e pelo IBRA em Ozonioterapia Veterinária. Sempre trabalhou em clínica de pequenos animais e atualmente possui seu próprio consultório voltado à terapias integrativas como ozonioterapia e homeopatia.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/08/casal-cria-blog-e-infografico-para-alertar-sobre-abandono-de-animais/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.