Após algumas tentativas frustradas de chocar pedras e peixes, um casal gay de pinguins que vive em um zoológico na Alemanha “adotou” um ovo abandonado. Segundo representantes do zoológico em Berlim, Skipper e Ping receberam o ovo com entusiasmo.

Os dois viviam antes em um zoológico em Hamburgo e foram juntos para a capital alemã em abril. A relação deles ficou evidente assim que chegaram, disse o porta-voz do zoológico, Maximilian Jäger, segundo a CNN. E ficou claro também, dentro de semanas, que eles queriam começar uma família, ele disse.

“Eu sabia que a homossexualidade existia no mundo animal, mas nunca tinha ouvido falar de adoção gay no mundo animal”, afirmou Schmidt, segundo o New York Times. “Não sei por que decidiram adotar, mas tenho certeza de que tiveram suas razões.”

Em julho, uma das pinguins-rei do zoológico, chamada de “a laranja”, colocou um ovo, mas como ela nunca chocou seus ovos anteriores, os funcionários do estabelecimento decidiram doá-lo ao casal.

Os integrantes da equipe do zoológico estão entusiasmados com a situação, mas Jäger garantiu que estão “dando a eles (os pinguins) o máximo de calma possível”, o que é essencial para uma eclosão bem-sucedida.

Os dois viviam antes em um zoológico em Hamburgo e a relação ficou evidente assim que chegaram em Berlim Foto: TOBIAS SCHWARZ / STF/ AFP

Em média, a incubação leva cerca de 55 dias. E, se o ovo for viável, será o primeiro pinguim do zoológico “nascido” de dois pais, disse Jäger.

“É muito comum que dois pinguins do mesmo sexo se juntem. Eu não acho que seja a maioria dos pinguins, mas também não é raro ”, disse Jäger. “Temos certeza de que eles seriam bons pais porque eram muito legais com a pedra (que tentaram chocar).”

Fonte: Extra.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.