Gaz Oakley, chef conhecido por criar versões veganas de pratos de carne conhecidos, acha que sites como Instagram, Facebook e Pinterest estão liderando um aumento no consumo de alimentos saudável.

chef em sua cozinha

O chef britânico afirma usar suas redes sociais como forma de propagar formas mais saudáveis de alimentação.

“Acho que há muito conhecimento e informações hoje em dia sobre alimentação saudável, e as mídias sociais realmente ajudaram nisso. É uma ótima plataforma para usar apenas para obter inspiração “, disse Oakley, de 26 anos.

E ele tem propriedade para falar sobre a influência das redes sociais. O chef acumula mais de 228.000 seguidores em sua conta “AvantGardeVegan” no Instagram, além de mais de 250.000 inscritos em seu canal no YouTube. Nessas plataformas, ele costuma desmistificar o estigma que comidas veganas são chatas ou ruins.

“Coisas como o YouTube são incríveis”, disse ele ao lançar sua mais recente coleção de receitas à base de vegetais inspirada na nova marca de smoothies AdeZ. “Posso filmar uma receita e postar para pessoas de todo o mundo. O Instagram particularmente ajudou a levar esse estilo de vida às pessoas”.

Ele acrescentou: “As redes sociais também tornaram o mundo menor, o que é ótimo, especialmente para a comunidade vegana, porque sou capaz de alcançar pessoas em todas as partes do mundo e mostrar a elas como a comida vegana pode ser simples e ótima. Assim, mesmo que você não seja um fã de gastronomia, pode ir no Instagram, no Pinterest ou no YouTube, encontrar pessoas como eu e outros influenciadores veganos incríveis por aí, ou apenas apreciadores de culinária em geral que estão criando comidas interessantes e práticas.”

“Você pode se inspirar a partir de lá, seja para a sua refeição da noite ou para uma refeição no fim de semana – há muita inspiração nos dias de hoje”.

Perguntado se a comida vegana era entediante, ele respondeu: “A comida vegana é saborosa demais. Utilizamos uma variedade de lindas frutas, vegetais e outros ingredientes. Não há motivo para ser chato. “

Oakley iniciou sua carreira na cozinha aos 15 anos de idade, quando trabalhou em um hotel em Cardiff, País de Gales. Lá, colegas lhe deram o apelido de “Gordon” em homenagem a Gordon Ramsay, inspiração e para quem o chef disse que mais gostaria de cozinhar .

“Eu o vi recentemente comentando em seu Twitter que daria uma chance ao veganismo. Não sei quanto tempo isso pode ter durado, mas eu adoraria mostrar a ele como isso pode ser bom. Como ele não é vegano, eu provavelmente iria com um dos meus substitutos de carne caseiros”, comentou Oakley sobre Gordon Ramsay.

A esperança é que a internet e as redes sociais continuem desmistificando tabus acerca de dietas livres de animais – e crueldade -, e também possibilitem a divulgação de uma gama de receitas, cada vez mais práticas.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/06/chef-redes-sociais-habitos-saudaveis/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.