Esse é o caso mais grave que o doutor em psicologia clínica Corey Gonzales conheceu desde que começou a trabalhar com acumuladores de animais, há 18 anos.

“A casa era um caos”, contou. “Mas eles nem percebiam.”

Gonzales é um dos especialistas que dão depoimento em uma série do Animal Planet sobre a compulsão por criar dezenas –e até centenas– de animais.

Nos 16 episódios, o espectador é levado a conhecer alguns casos bizarros, como os das famílias com 87 cachorros e 158 galinhas.

Entre eles, está o de um casal dorme no sofá da sala porque os três quartos da casa são ocupados pelos seus 50 gatinhos.

Vício
Apesar de ainda não ser reconhecido como transtorno psiquiátrico, Gonzales explica que se trata de uma espécie de vício.

Ele diz que, muitas vezes, as famílias que enfrentam o problema não conseguem abrigar os animais com higiene e segurança.

“Para conseguir tratar, é preciso entender o que os animais significam para essas pessoas”, afirma Gonzales.

Segundo ele, muitas vezes a compulsão começa depois de o paciente sofrer algum trauma.

A pessoa passaria a adquirir animais como forma de substituir algo que está faltando em sua vida.

Por isso, ele indica terapia para tentar diminuir gradualmente o problema.

Fonte: Correio do Estado

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.

DEIXE UMA RESPOSTA