A maior colônia mundial de tartarugas-verdes é quase duas vezes maior do que se pensava, disseram cientistas nesta quarta-feira, depois que drones permitiram melhores pesquisas com os animais.

Cientistas australianos determinaram que havia cerca de 64.000 tartarugas-verdes esperando para pôr ovos na ilha de Raine –um recife de coral com vegetação nas partes externas da Grande Barreira de Corais– significativamente mais do que se imaginava.

“Quando comparamos a contagem por drones com a contagem de observadores, descobrimos que subestimamos os números no passado em um fator 1,73”, disse Richard Fitzpatrick, parceiro de pesquisa da Biopixel Oceans Foundation, em comunicado por email.

 

A pesquisa é uma boa notícia para os cientistas preocupados com o declínio do número de tartarugas-verdes.

Listadas como ameaçadas, muitos países tornaram ilegal a coleta, enquanto ninhos também costumam ser protegidos.

 (Great Barrier Reef Foundation/AFP)

Fonte: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.