O comediante Jon Stewart salvou a vida de dois bodes – com a ajuda de outras pessoas, dentre elas a esposa dele – que foram encontrados em uma linha de metrô em Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Billy e Willy (Foto: Reprodução / People / Farm Sanctuary)

Stewart, que ficou conhecido por ter apresentado o programa “Daily Show” entre 1999 e 2015, é defensor dos animais e se deslocou até a linha férrea para ajudar os bodes, que estavam em perigo.

Os bodes, que foram encontrados por um condutor do metrô, estavam na linha N, que vai até Coney Island, no fim do distrito de Brooklyn. A área estava fechada para obras, mas, por estar localizada nas proximidades de um trilho em funcionamento, os animais corriam risco.

Ao chegar ao local, o comediante, acompanhado da esposa e com a ajuda de outras pessoas, pôde resgatar os bodes e colocá-los em um carro para levá-los até o Farm Sanctuary em Watkins Glen, também em Nova Iorque. As informações são do portal Expresso.

John Stewart (Foto: MIKE PONT / FILMMAGIC / GETTY IMAGES)

Prováveis vítimas da exploração animal, os bodes, que possivelmente haviam sido criados para que fossem mortos para consumo humano, escaparam não só desse destino cruel, como também de um grave acidente que poderia ter ocorrido no metrô. Levados ao santuário, Billy e Willy, como passaram a ser chamados, poderão viver em paz, tendo a certeza de que terão os direitos à vida e ao bem-estar resguardados.

“Aqui vão fazer exames médicos e receber cuidados individualizados de classe mundial”, explicou uma porta-voz do santuário.

O Farm Sanctuary, que conta com a colaboração de Jon Stewart, é apenas um dos abrigos comandados pelo santuário, sendo que um deles está localizado em um terreno de propriedade do comediante.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/08/comediante-jon-stewart-salva-bodes-encontrados-em-linha-de-metro/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.