Foto: Pixabay

Introduzida pelo deputado conservador Bill Wiggin, a lei tornaria ilegal transportar, possuir ou doar carne de cachorro para fins de consumo.

Não existe evidência de que a carne de cachorro é consumida no Reino Unido mas Wiggin observa que tornar a prática ilegal seria um exemplo para o resto do mundo, especialmente China e Coréia, onde milhões de cães são mortos por sua carne anualmente. As informações são da BBC.

“Na República da Coréia, a carne de cachorro é a quarta carne mais consumida depois da carne de porco, carne bovina e frango”, disse Wiggin em comunicado.

“Muitos consumidores acreditam que tem valor medicinal e acreditam que traz boa sorte, mas nenhum desses alegados benefícios para a saúde tem qualquer base científica.”

“Acredita-se que infligir sofrimento aumenta os níveis de adrenalina do animal, amaciando a carne e acrescentando propriedades medicinais”, explicou ele.

Comércio em declínio

Apesar de ainda existir, o consumo de carne de cachorro está caindo significativamente, seja pelo bem-estar animal ou não.

O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, adotou um cãozinho para incentivar o fim do consumo da carne destes animais.

Em outubro, Hanói tornou-se a primeira cidade do Vietnã a proibir o comércio e, no início de fevereiro, conforme a ANDA noticiou, o prefeito de Seul prometeu fechar os dois últimos matadouros de carne de cachorro.
Estados Unidos, Alemanha, Áustria, Indonésia e Taiwan, entre outros países, também já propuseram proibições ao comércio de carne de cachorro.

Leia mais em: https://clubedosanimais.com.br/wp-content/uploads/2019/02/comercio-de-carne-de-cachorro-pode-se-tornar-ilegal-no-reino-unido-anda.br/2019/02/comercio-de-carne-de-cachorro-pode-se-tornar-ilegal-no-reino-unido/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.