Muitos acidentes e emergências que os veterinários tratam com mais frequência poderiam ter sido facilmente impedidos. Trata-se apenas de uma questão de bom senso. Eis aqui algumas medidas simples que você pode tomar para manter seu animal são e salvo:

Segurança em espaço aberto

Não deixe seu animal andar solto. Quando você permite que seu cão ou gato vagueie livremente, faz com que eles se arrisquem a ser atropelados, atacados por outro animal, sejam envenenados, roubados, espancados ou se percam. Mantenha-o a salvo, mantenha-o em casa.

Arrume uma boa cerca. Uma boa cerca tem de ser alta e resistente, o suficiente para impedir que seu cachorro escale e saia. Isso corresponde a 1,80 m para um cachorro de porte pequeno atrevido. Já para gatos, seria interessante um sistema de tela por encomenda que se liga a cercas já existentes de madeira, concreto, arame, alambrado ou em torno de árvores.

Correntes são desumanas. Um cachorro acorrentado é uma emergência prestes a acontecer. Ele pode se enrolar em torno de uma árvore e ser incapaz de se desenroscar, ou se embaraçar em alguma coisa e se sufocar. Ele tenderá a ficar entendiado, depressivo e frustrado com uma liberdade tão restrita, o que novamente é um caminho para um comportamento destrutivo ou mesmo uma mastigação obsessiva e danos contra si mesmo.

Arrume uma identidade para seu animal. Mesmo que você o mantenha em casa, um dia ele pode se perder acidentalmente. Coloque uma medalha em sua coleira, com seu nome e número de telefone e a palavra “recompensa” isso pode evitar que alguém com má intenção o maltrate. Você pode pedir para seu veterinário implantar um chip de identificação logo abaixo da pele, no ombro.

– Castração. Além de prevenir emergências médicas relativas ao parto, a castração é uma atitude responsável. Centenas de filhotes indesejados são sacrificados todo ano.

Não deixe seu animal no carro. Não deixe seu animal em um carro fechado. Com os vidros criando o efeito de uma estufa, as temperaturas dentro de um carro podem subir mais e mais rápido do que você possa imaginar, assando, literalmente seu pobre bichinho. Isso vale até mesmo para um dia nublado. Não adianta deixar uma brecha da janela, ela é só apenas um ponto de fuga.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.

DEIXE UMA RESPOSTA