Existem inúmeras maneiras de defender os animais, como fazer protestos, escrever cartas, participar do movimento Segunda Sem Carne, adotar o veganismo, entre várias outras atitudes. Além dessas ações cotidianas, muitas pessoas optam por usar suas habilidades únicas para trabalhar na criação de um mundo melhor para os animais.

Um exemplo disso é a arte. A arte pode ajudar os animais de diversas maneiras, incluindo a defesa de seus direitos, a doação de parte das vendas para organizações de defesa animal ou o auxílio na arrecadação de dinheiro, informa o One Green Planet.

A arte pode ser uma ferramenta poderosa para mostrar às pessoas a situação dos animais sem ser demasiado arrogante ou pregadora. Ela permite que as pessoas tirem suas próprias conclusões sobre os animais de maneira inovadora que vai além de um artigo informativo, por exemplo.

Veja alguns exemplos de artistas que usam seu trabalho para a defesa dos animais.

Connor Jones

Reprodução/OneGreenPlanet

Reprodução/OneGreenPlanet

Com apenas nove anos de idade, Connor vendeu seus trabalhos artísticos em uma venda de garagem de seus pais, em 2013, a fim de ajudar os animais. Com a divulgação, logo muitas pessoas solicitaram seus trabalhos e Connor arrecadou 100 dólares que foram dados a um abrigo animal local chamado Angels of Assisi.

Connor continua usando seu trabalho para ajudar animais. Ele também teve a oportunidade de ser um ilustrador de um livro sobre gato terapia. O menino também gosta de encorajar outras crianças a contribuírem com os animais.

Projeto Letras sobre Animais

Reprodução/OneGreenPlanet

Reprodução/OneGreenPlanet

O Projeto Letras sobre Animais é descrito como uma exibição vegana e pode ser encontrado inteiramente online. O projeto é uma galeria de cartazes que foram criados graças à ThankTank Creative. Este grupo enxerga a arte como um meio para ajudar os animais e defender seus direitos. Os cartazes mostram palavras, particularmente músicas e letras, juntamente com imagens e transmitem mensagens poderosas.

Jo-Anne McArthur

Reprodução/OneGreenPlanet

Reprodução/OneGreenPlanet

Ela acredita que a fotografia é uma ferramenta fundamental para seu ativismo, pois McArthur é capaz de documentar o sofrimento dos animais ao mesmo tempo em que celebra os momentos alegres de resgate. Seus projetos cobrem uma variedade de trabalhos de ativistas, incluindo o Toronto Pig Salve Vigils.

Este projeto mostrou às pessoas em primeira mão o horror do transporte de porcos e como os animais sofrem durante o inverno congelante do Canadá. Seu trabalho também foi usado no documentário “The Ghosts in Our Machine”.
McArthur também publicou recentemente um livro intitulado “We Animals”, que mostra animais dentro do ambiente humano e como eles são explorados para as necessidades humanas.

Rubi Roth

Reprodução/TheOneGreenPlanet

Reprodução/OneGreenPlanet

Rubi Roth usa seu talento para criar belos livros infantis. Roth se tornou vegana em 2003, quando trabalhava como professora de arte em uma escola primária. Seus alunos e suas perguntas a inspiraram a escrever e ilustrar seu primeiro livro, “That’s Why We Don’t Eat Animals” em 2009.

Dana Ellyn

Reprodução/TheOneGreenPlanet

Reprodução/OneGreenPlanet

Esta artista de Washington começou a pintar em tempo integral em 2002 depois de deixar um trabalho corporativo. Suas pinturas mostram a exploração dos animais e criticam a sociedade em geral. Suas pinturas querem incitar um diálogo e certamente são eficazes na defesa dos animais. Ellyn realmente começou a concentrar-se em direitos animais em 2013.

Peter Max

Reprodução/TheOneGreenPlanet

Reprodução/OneGreenPlanet

Peter Max é bem conhecido no mundo da arte por grandes obras de arte pop. Ao lado de sua esposa e de sua filha, ele organiza eventos em seu estúdio para educar e sensibilizar as pessoas sobre direitos animais. Max tornou-se vegano com 20 anos e, desde então, é apaixonado sobre direitos animais desde. Max também é conhecido por pinturas que sensibilizar as pessoas sobre a exploração dos cavalos usados em carruagens de Nova York.

Dan Piraro

Reprodução/OneGreenPlanet

Reprodução/OneGreenPlanet

Dan Piraro usa imagens surrealistas para provocar risadas. Ele orgulhosamente descreve-se como um vegano e ativista pelos direitos animais. Piraro usa o humor como um método dentro de seus quadrinhos para mostrar a seriedade de alguns assuntos.

Via: Anda.jor.br