Foto: Adobe

Um conselho escocês no distrito de West Dunbartonshire introduzirá alimentos à base de vegetais em todos os berçários, escolas primárias e escolas secundárias sob a sua jurisdição.

A decisão vem na esteira dos desafios encontrados por uma mãe moradora de Glasgow, Alexis Kasravi, que lutou para que sua filha de cinco anos, Mia, pudesse ter uma opção vegana no berçário.

É relatado que Mia não podia levar comida de casa por causa de problemas de saúde e contaminação cruzada (alimentos em transporte).

Promoção da inclusão

Segundo o jornal The Scotish, Kasravi disse: “Estou muito feliz que minha filha possa desfrutar das refeições que ela merece e que outras crianças veganas receberão automaticamente essa opção também”.

“É importante que instituições públicas como escolas atendam aos alunos veganos, mas a maioria das pessoas pode se beneficiar de alimentos à base de vegetais, por isso esse tipo de decisão promove não só a inclusão, mas a sustentabilidade e a boa nutrição”.

Kasravi também acrescentou que Mia, que agora está na escola primária, está gostando de sua comida e não precisa mais se preocupar com “novas batalhas na escola secundária” para conseguir alimentos adequados, mais tarde em sua vida.

The Vegan Society (A Sociedade Vegana)

A Dra. Jeanette Rowley, consultora jurídica da The Vegan Society, disse: “Estamos muito satisfeitos por termos conseguido ajudar Alexis e Mia”.

“Todas as crianças, independentemente de suas convicções éticas, devem poder se beneficiar de programas financiadas pelo governo. Aplaudimos a escola e o conselho por reconhecer isso”.

“O veganismo é protegido pelas leis de direitos humanos e igualdade, o que significa que, se uma criança é elegível para uma refeição escolar gratuita, o dever do estado é não é discriminar e oferecer uma opção vegana a ela”.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2019/10/conselho-escoces-introduz-refeicoes-a-base-de-vegetais-em-todas-as-escolas/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.