Uma coruja-buraqueira caiu em uma armadilha e ficou com o corpo repleto de cola em Anápolis, a 55 quilômetros de Goiânia, em Goiás. O caso aconteceu no bairro São Joaquim.

Foto: Elisângela Sobreira/Divulgação

A armadilha havia sido feita para capturar ratos. De forma também equivocada, já que nenhuma espécie de animal deve ser condenada ao sofrimento de ter o corpo preso por cola. As informações são do G1.

Um casal de moradores da residência socorreu a coruja e a levou até um quartel do Corpo de Bombeiros para pedir ajuda. No local, o animal foi encaminhado para uma veterinária.

A médica veterinária Elisângela Sobreira prestou atendimento à coruja, que foi medicada e tomou banho para retirada da cola. O animal silvestre passa bem.

Foto: Elisângela Sobreira/Divulgação

No último domingo (19), a coruja foi devolvida à natureza em uma mata do condomínio em que a veterinária mora.

“Ela estava fraca, sem movimento e com asa sangrando. Ao tentar sair da armadilha, a coruja acabou machucando a asa. Fiz a limpeza do corpo dela, mediquei e fiz a alimentação dela, incluindo água com vitamina na seringa”, contou Elisângela.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2019/05/coruja-fica-corpo-repleto-cola-apos-cair-em-armadilha/#utm_source=rss&utm_medium=rss.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.