O número de animais silvestres resgatados em Votuporanga, no interior de São Paulo, aumentou entre janeiro e março de 2019, em comparação com o mesmo período do ano anterior. Os resgates foram feitos pela Polícia Ambiental.

Foto: Pixabay

De janeiro a março deste ano, 8 animais foram resgatados na cidade, sendo três papagaios, um canário-terra, três jabutis e uma coleirinha papa capim. No mesmo período do ano passado, foram seis resgates, de um pássaro-preto, dois papagaios, uma maritaca e dois trinca-ferros. As informações são do portal A Cidade Votuporanga.

A Polícia Ambiental afirma que as aves são os animais mais resgatados. “Os mais comuns são da família dos psitacídeos (papagaio e maritaca), onde nos meses de procriação (setembro a novembro) a fiscalização é intensificada nos locais propícios para reprodução. A espécie menos comum são os quelônios”, disse.

Para combater o tráfico de animais silvestres, a Polícia Ambiental realiza ações de prevenção, como patrulhamento e vias e rodovias. “Durante todo o ano, o combate ao tráfico de animais silvestres é realizado através de efetiva fiscalização e campanhas educativas, principalmente palestras sobre o tema”, explicou.

Após os animais serem resgatados, segundo a polícia, “caso não apresentem ferimentos, são libertados em seu habitat”. Se estiverem feridos ou debilitados, recebem cuidados veterinário.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2019/04/cresce-o-numero-de-animais-silvestres-resgatados/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.