Dois homens, de 23 e 45 anos, foram presos após serem flagrados transportando 42 quelônios e carne de capivara que seria comercializada. O caso aconteceu no bairro Jardim Felicidade, na Zona Norte de Macapá, no Amapá. Os acusados estavam sendo monitorados, segundo a polícia, há oito meses e são considerados traficantes de animais silvestres. A ação foi realizada pela Delegacia do Meio Ambiente (Dema).

Foto: Dema-AP/Divulgação

“A gente reparou que teve um aumento de pessoas com caça em Macapá, mas sempre pegávamos em quantidades pequenas. Daí fomos atrás dos fornecedores. Descobrimos o carro, a placa do veículo, o nome do proprietário e hoje fizemos o flagrante”, explicou o delegado Leonardo Brito. As informações são do portal G1.

A carne das capivaras haviam sido colocadas pelos homens no fundo de cubas de isopor, cobertas com gelo e peixes, numa tentativa de enganar a fiscalização. Os quelônios, entre muçuã, perema e tartaruga, estavam em grandes sacos fechados. Parte deles foram encontrados mortos por causa da forma como foram transportados. Os que sobreviveram foram devolvidos à natureza.

Na delegacia, um procedimento criminal foi lavrado e, depois, os homens foram liberados para responder aos crimes de transporte e comercialização de animais silvestres em liberdade.

“Também vamos apurar as outras vendas feitas por eles e buscar todas as pessoas para quem eles vendem e fazer o procedimento criminal contra todas elas, porque adquirir esses tipos de animais também é crime”, disse o delegado.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/11/dupla-presa-ao-ser-flagrada-com-42-quelonios-carne-de-capivara/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.