Deixar de consumir produtos de origem animal pode reduzir o risco de câncer na próstata em 35%, diz um estudo financiado pelo World Cancer Research Fund (WCRF).

Depois de analisar 26 mil homens, o estudo traçou uma ligação entre o câncer da próstata, o consumo de carne, o consumo de peixe e o seguimento de uma dieta condizente com o estilo vegano (que exclui não só a proteína animal, como alimentos de origem animal, como o leite, iogurtes, queijo, ovos, etc.). Este último tipo de alimentação era usado apenas por 8% dos homens estudados.

Do total que participaram da pesquisa, 1.079 tiveram câncer da próstata e os investigadores da Universidade de Loma Linda (Estados Unidos) notaram que a doença eram mais comum entre os homens que incluíam produtos de origem animal na sua alimentação.

Além disso, os cientistas concluíram que a alimentação de adeptos do veganismo consegue ser um escudo protetor contra a doença, reduzindo a possibilidade de a ter em 35%, ficando, agora, por saber em que medida concreta este tipo de dieta consegue atuar na luta contra a doença.

“Embora estes resultados sejam entusiasmantes, são necessários mais estudos para demonstrar a força da ligação uma alimentação livre de proteína animal e o risco reduzido de câncer da próstata”, disse o médico Panagiota Mitrou, citado pelo Mirror.

*Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: Notícias ao Minuto