Um vídeo publicado recentemente pela organização Save Animals From Exploitation (SAFE), da Nova Zelândia, mostra uma ex-trabalhadora de uma fazenda de laticínios que admite ter observado diversos casos de maus-tratos durante o período em que estava lá.

De acordo com a mulher, que não tem seu nome nem rosto divulgados, foram esses casos que, com o tempo, a impulsionaram a largar o trabalho. Por mais que as pessoas “realmente acreditem que são bondosas com os animais e dêem a eles uma boa vida,” ela diz, “na verdade não tem nada ok sobre as fazendas de laticínios.”

Ela compartilha situações recorrentes como as vacas que são forçadamente engravidadas, de maneira cíclica, enquanto os bezerros são separados delas assim que nascem, levados embora em desespero e amedrontados.

A falta de controle de seus corpos e de suas próprias vidas é uma realidade para esses animais.

Reprodução | Plant Based News

Em sua opinião, as pessoas não têm acesso à informação sobre o que realmente acontece dentro desses lugares – muitas vezes nem mesmo os trabalhadores conseguem compreender a magnitude do mal que estão propagando.

Ela ainda deixa um conselho, dizendo que todos os consumidores deveriam pensar duas vezes antes de comprar algum laticínio e financiar essa indústria. “Então quando a SAFE ou outras organizações como eles disserem o que acontece na indústria do leite, acredite nisso e faça uma escolha informada,” finaliza.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/06/crueldade-fazenda-laticinios/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.