Mais de 10 ararajubas foram soltas no Parque Estadual do Utinga, em Belém, no Pará, na última segunda-feira (10). As aves, que agora se juntam a outras 12 soltas em janeiro, foram libertas a partir de uma ação do projeto de Reintrodução e Monitoramento das Ararajubas em Unidades de Conservação da Região Metropolitana de Belém (RMB) – Belém Mais Linda, de responsabilidade do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade (Ideflor-bio), em parceira com a Fundação Lymington, de São Paulo.

(Foto: Divulgação)

Endêmicas da região amazônica, as ararajubas não eram avistadas na RMB há mais de 60 anos e, por isso, eram consideradas extintas localmente. De acordo com a gerente de Biodiversidade do Ideflor-bio, Nívia Pereira, cerca de 80% da população de ararajubas que vivem em liberdade na natureza está no Pará. As informações são do portal G1.

As 10 aves da espécie que foram soltas vivem no parque desde maio, onde passaram por um processo de readaptação ao ambiente amazônico para aprender a viver de forma livre e selvagem. Elas foram trazidas de um viveiro conservacionista mantido pela Fundação Lymington no interior de São Paulo.

As ararajubas agora voam livremente pelos céus de Belém. A expectativa, entretanto, é de que elas façam morada no parque. De acordo com Nívia Pereira, o ideal é que elas passeiem por toda a cidade, mas escolham o Utinga como casa. Isso porque o local tem condições de sobrevivência para as aves que são asseguradas de forma mais efetiva.

O desejo de Nívia se concretizou em relação a um casal da espécie que decidiu continuar vivendo no parque após a soltura. Os dois se reproduziram, gerando um filhote, o primeiro a nascer em liberdade em Belém nas últimas décadas. O animal já tem cinco meses de vida e está quase independente. O nascimento, segundo Nívia, é um passo significativo no processo de reintrodução desses animais na natureza e colabora para que a espécie não seja extinta na cidade.

Além das aves soltas nesta semana, outras devem ser libertas no parque nos próximos meses. O terceiro grupo ganhará a liberdade em dezembro, junto com o encerramento do projeto Belém Mais Linda.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/09/extintas-regiao-metropolitana-belem-pa-ararajubas-sao-soltas/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.