As autoridades chegaram até os animais por meio de uma denúncia feita para o departamento de meio ambiente, os filhotes era mantidos em péssimas condições e estavam aterrorizados


 

Foto: Khaleej Times/Reprodução

Um filhote de leão branco, dois filhotes de tigre e dois macacos foram resgatados antes de serem vendidos com a ajuda das mídias sociais. Os animais estavam em péssimas condições e pareciam aterrorizados quando a equipe do Departamento de Meio-ambiente e Áreas Protegidas (EPAA) e a Polícia de Sharjah invadiram o local que os mantinha presos em Dubai, nos Emirados Árabes.

Depois de receber uma denúncia com informações sobre os filhotes há algum tempo, os policiais da EPAA colocaram o suspeito sob vigilância antes de invadir sua casa e encontrar os animais que ele estava mantendo em cativeiro.

Hana Saif Al Suwaidi, presidente da EPAA, disse: “Com a cooperação da polícia de Sharjah, conseguimos resgatar os cinco animais – três deles felinos. Mantivemos o criminoso sob vigia até que finalmente o prendemos. A EPAA está trabalhando continuamente para prender os infratores da leis de proteção aos animais selvagens e verificar os atos que não apenas violem essas leis, mas que também prejudiquem seriamente o meio ambiente”.

Al Suwaidi explicou que o resgate de animais selvagens só ocorre depois de garantir a existência de evidências concretas, uma vez que eles também recebem denúncias maliciosas. “A EPAA pode levar até dois ou três meses para agir sobre uma reclamação antes de verificar se ela é genuína. O processo de resgatar animais selvagens começa depois de garantir mandado de busca do Ministério Público”.

Al Suwaidi acrescentou que a EPAA resgata esses animais (como leões, tigres) também com o objetivo de garantir a segurança das pessoas. Ele ressaltou que os animais devem ser acolhidos em centros preparados para oferecer cuidados especiais a essas espécies. O departamento possui um centro de abrigo e assistência em Desert Park, que cobre uma área de 27 mil metros quadrados.

A EPAA havia resgatado anteriormente quatro leões, uma leoa, três pítons e dois crocodilos, disse Al Suwaidi, observando que a regra impõe uma multa estrita de Dh100.000 (cerca de 107 mil reais) a quem abriga animais selvagens. Pessoas que entregam voluntariamente qualquer animal selvagem que tenha em seu poder, evitará a multa posteriormente, acrescentou Al Suwaidi.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2019/09/filhotes-de-leao-e-tigre-que-seriam-vendidos-pelas-redes-sociais-sao-resgatados-pela-policia/#utm_source=rss&utm_medium=rss.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.