Foto: Storyful

Quatro filhotes de leão provaram que o estereótipo que diz que os felinos odeiam água não é tão verdadeiro quanto as pessoas acreditam.

Os quatro foram vistos em uma excursão familiar pelo guarda florestal, Cameron Inggs, 28 anos, que trabalha na reserva de Mala Mala na África.

A leoa segue caminhando e passa através da água, decidida e ela mal se incomoda com os dedos molhados, enquanto a bela criatura envia respingos de água que caem na margem do rio.

Os filhotes são rápidos em se organizar para seguir mãe, olhando brevemente um para o outro enquanto o mais corajoso entra, copiando sua mãe.

A água parece um pouco profunda demais para ele, enquanto o pequeno luta para manter o queixo acima da água, saltando e dando pulos para sair da corrente fria o mais rápido que pode.

Seus irmãos não ficam muito atrás – com um ligeiro grito o segundo segue a linha definida pelo líder, copiando seu método de saltos rápidos através do fluxo.

O terceiro segue avidamente os demais, deixando o quarto para trás, que faz uma pausa, soltando um chiado nervoso antes de corajosamente começar a se mover pela água.

Com tudo o último filhote dá uma sacudida rápida de sua pele, aliviado que a provação molhada finalmente acabou.

Foto: Storyful

Cameron pode ser ouvido rindo enquanto o riacho fica calmo novamente, deixando apenas uma visão pacífica da savana africana.

Os leões, ao contrário dos tigres, são mais reservados quando se trata de água, enquanto eles podem nadar se precisarem, eles preferem estar em terra firme.

A maioria dos leões só vai se aproximar da água se ela os beneficiar para caçar ou se precisarem beber para se refrescar.

No entanto, alguns leões no Botswana começaram recentemente a fazer uma espécie nado “estilo cachorrinho” para atravessar porções de zonas úmidas.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2019/08/filhotes-de-leao-seguem-a-mae-atravessando-um-riacho-pela-primeira-vez/#utm_source=rss&utm_medium=rss.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.