Enquanto se recuperava de uma cirurgia de apêndice, o caminhoneiro pode contar com a solidariedade de mulher

O caminhoneiro Jose Carbajal, durante suas viagens, conta com uma companhia muito especial: seu cãozinho chamado Mr. Midnight (Senhor Meia-Noite em tradução livre) permite que o trabalho seja menos exaustivo e entediante.

Adotado quando tinha dois meses de idade, o cachorro está com a família há cerca de seis meses e adora passear ao lado de seu melhor amigo humano.

“Ele é um cão com muita personalidade,” contou José ao The Dodo.”Ele é incrível e um ótimo amigo. Ele adora viajar no caminhão olhando para a paisagem através da janela. Nós temos viajado por todo o país e ele ama isso.”

Em uma de suas viagens, Jose começou a sentir dores muito intensas em seu estômago. Por várias horas, ele aguentou firme até procurar em seu GPS o hospital mais próximo para saber do que se tratava.

“Durante aquelas 15 horas que eu estive com dor, Mr Midnight sabia que havia algo de errado comigo. Ele não comia, bebia ou ficava alegre como sempre. Ele me olhava com olhos tristes o tempo todo”, relatou Jose.

Fotos: Reprodução/ The Dodo

Chegando ao hospital, o motorista de caminhão descobriu que as dores estavam sendo causadas pelo seu apêndice e que ele iria precisar passar por uma cirurgia de emergência para retirá-lo. Apesar do seu problema, a preocupação de Jose era com o seu cãozinho, visto que ele havia o deixado dentro do caminhão e estava a mais de 1500 quilômetros de sua casa.

Após explicar sua situação para as enfermeiras, não demorou muito tempo até que essa história chegasse aos ouvidos de Deanna Mahaley, tecnóloga no hospital onde Jose foi internado. Com três cães e três gatos adotados em sua casa, ela decidiu abrir as portas para Mr. Midnight e o acolher enquanto seu tutor estava se recuperando no hospital.

“Quando ouvi que Jose tinha um cachorro dentro do seu caminhão, eu não conseguia tirar da minha cabeça que o pobrezinho estava muito assustado por estar longe de seu tutor. Isso estava me matando,” contou Deanna. “Honestamente, eu não imaginei como ele reagiria na presença dos meus filhos e animais, mas felizmente tudo ocorreu muito bem.”

Após uma semana se recuperando, Jose finalmente recebeu alta e reencontrou o seu grande amigo, que foi muito bem tratado durante esse tempo e fez vários novos amigos, tornando-se praticamente um membro da família de Deanna.

“Eu sempre tive várias portas fechadas na minha cara por ter tatuagens da cabeça até o tornozelo,” contou Jose. “Eu tive uma vida muito difícil e nunca tantas pessoas foram bondosas e abriram os seus braços para me ajudar. Elas sempre vão ter um lugar especial no meu coração e Mr. Mignight nunca vai esquecer de todo o carinho que recebeu.”

Com informações de The Dodo

Fonte Oficial: http://www.clubeparacachorros.com.br/noticias/funcionaria-de-hospital-cuida-de-cao-enquanto-seu-tutor-estava-internado/.