A ONG de prevenção à crueldade animal, RSPCA, no estado de Queensland, Austrália, recebe diversas chamadas incomuns todos os dias. Porém, o caso de um gambá com a cabeça presa em um pote de Nutella foi considerado o mais inusitado até o momento.  

A RSPCA,recebe diversas chamadas incomuns todos os dias, incluindo o caso de um gambá com a cabeça presa em um pote de Nutella.

Foto: RSPCA Queensland

A organização foi alertada sobre a ocorrência por um homem cujo cão demonstrava grande interesse pelas latas de lixo, na cidade de Brisbane, capital do estado.

“O homem olhou ao redor das latas de lixo e lá estava o gambá com a cabeça presa”, disse Michael Beatty, porta-voz da RSPCA local.

“Ele conseguiu enfiar a cabeça no pote, mas obviamente não conseguiu retirá-la. Eles estavam preocupados que o animal estivesse muito desidratado, já que não sabiam há quanto tempo ele estava preso”.

O gambá provavelmente procurava por restos de alimentos descartados quando ficou preso. Beatty disse ser comum encontrar animais dessa espécie presos em situações complicadas. “Eu já vi alguns presos debaixo de escadas e, ocasionalmente, eles podem estar presos em um esgotos ou algo assim”, disse ele.

A oficial da vida selvagem da ONG, Chantel Sibilla, realizou o resgate do marsupial amante de chocolate. Sibilla envolveu o gambá em toalhas para que pudesse desprendê-lo sem ser machucada por suas garras.

Depois de liberto, o animal foi levado para o hospital da RSPCA para verificar se sua saúde havia sido comprometida. Felizmente, não houve nenhuma complicação, e no mesmo dia o gambá foi solto na natureza perto de onde foi encontrado.

Foto: RSPCA Queensland

Esse caso elucida sobre os impactos da invasão humana a habitats de animais selvagens e o descarte indevido de lixo. Recentemente, bebidas alcoólicas descartadas em praias britânicas estavam embriagando e comprometendo a saúde de gaivotas.

Essas são algumas das consequências da falta de conscientização acerca dos cuidados necessários com o meio ambiente e a vida selvagem.

Nota da Redação: O descarte de potes de plástico, vidro e metal apresenta um grande perigo aos animais que, em decorrência da invasão de seus habitat, não têm alimentos e acabam buscando comida nas lixeiras. Isso resulta em acidentes, que muitas vezes são fatais.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/07/gamba-resgatado-cabeca-presa-nutella/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.