De acordo com a CNN, os macacos participavam de um estudo que investigou o vício em nicotina em adolescente e adultos. Ao examinar o comportamento dos macacos, os pesquisadores esperavam entender melhor como a dependência da nicotina afeta os serem humanos.

Goodall, cujo trabalho com chipanzés é reconhecido mundialmente, trabalha com o White Coat Waste Project, organização que visa acabar com os teste em animais financiados pelos contribuintes, e escreveu para o Dr, Scott Gottlieb, comissário da FDA, expressando sua preocupação. “Fiquei perturbada – e sinceramente chocada – ao saber que a FDA dos EUA ainda realiza experiência cruéis e desnecessárias em macacos.

Foto: Reprodução | Facebook

Finalizando sua mensagem ela disse: “Continuar realizando experimentos com nicotina em macacos quando os resultados do fumo em humanos são bem conhecidos, é vergonhoso.

Os esforços de Jane valeram a pena; Goodall confirmou que os testes foram interrompidos com sua correspondência e hoje os macacos vivem em um santuário primatas de Gainesville, Jungle Friends, onde serão liberados em uma ambiente ao ar livre na primavera.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/12/jane-goodall-ajuda-resgatar-26-macacos-esquilos-de-laboratorio-de-testes/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.