A primatóloga Jane Goodall e o ator Alec Baldwin participaram, na última quinta-feira, da Cúpula Global de Ação Climática (GCAS). A dupla compôs o painel sobre Comida, Florestas e Clima, em que discutiram a importância de uma dieta baseada em plantas para a conservação das florestas e do clima. A GCAS acontece em São Francisco, nos Estados Unidos, entre os dias 12 e 14 de setembro, e deve apresentar os avanços na área, anunciar novos compromissos e lançar novas plataformas de combate à mudanças climáticas.

Tanto o ator quanto a pesquisadora aboliram a carne de sua alimentação por conta da preocupação com o meio ambiente. Goodall, deixou de consumir carnes há 50 anos. Em um artigo publicado em seu site, a primatóloga explica os motivos da mudança na dieta.

Vegetarianismo

Ela defende, na publicação, que a produção de carne desmata grandes áreas de floresta para alimentar o rebanho. Esse processo emite gás carbono, um dos componentes do efeito estufa, o que é um dos fatores que provocam as mudanças climáticas.

Além disso, Goodall aponta o desperdício de água para transformar proteína vegetal em animal, resultando na diminuição de aquíferos e poluição dessas águas. Finalmente, ela apresenta também a queima de combustíveis fósseis, responsáveis pela emissão de gases do efeito estufa, como motivo para banir a carne de sua alimentação. Esse tipo de energia é utilizada em operações industriais, como as responsáveis pela distribuição de carne.

A importância das florestas

Durante a cúpula, muitas foram as críticas ao governo de Donald Trump. O presidente, no ano passado, retirou os Estados Unidos do Acordo de Paris, que definia metas para as alterações climáticas. Em meio a essa situação, Goodall e Baldwin lançaram a campanha #theforgottensolution (a solução esquecida, em tradução livre). Eles defendem, no vídeo (somente em inglês), a preservação de matas e florestas como forma de lutar contra as mudanças climáticas.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/09/jane-goodall-e-alec-baldwin-defendem-alimentacao-vegana-para-combater-mudancas-climaticas/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.