O litoral do nordeste brasileiro é uma das regiões mais visitadas do mundo. Milhões de turistas são atraídos todos os anos por suas incontáveis e maravilhosas praias.

Infelizmente, uma pequena parcela aproveita a estadia para explorar a fauna local. Não são poucos os relatos, mas uma das “atrações” é peculiarmente bizarra.

Na praia do Cumbuco, em Caucaia (CE) a 15 quilômetros de Fortaleza (CE), turistas pagam para montarem em jegues pintados nas cores de onças e zebras. Além disso, muitos deles são vistos paramentados ou puxando carrinhos que vendem alimentos, bebidas e todo tipo de mercadoria na beira do mar.

Esses animais são mantidos sob sol escaldante durante todo o dia, com alimentação e hidratação precárias e, mais que isso, expostos ao ridículo. No verão, a sensação térmica na areia chega a 50 graus.

Ao extrapolar direitos e invadir a seara moral dos animais, reforçam não só a subjugação da espécie humana sobre as demais, mas fomentam um mercado que impede que a cultura e parcela da comunidade local desenvolva-se.

Leia a matéria completa em: ANDA.