O músico Júnior Lima viveu um momento de grande pânico ao ter sua cachorra, Bruna, estrangulada pelo elevador. A pet do artista, além de ter sido sufocada, ainda machucou a cabeça e passou alguns minutos desmaiada, mas, felizmente, passa bem.

O incidente aconteceu enquanto o dogwalker estava com as duas cachorras do cantor esperando no hall do prédio o elevador chegar no andar. Em dado momento, o passeador de cães lembrou que havia esquecido algo e voltou para buscar, deixando Bruna e Carlota na porta do elevador com as guias no pescoço.

O elevador chegou, abriu a porta e Bruna entrou nele. Quando a porta fechou, a guia ficou do lado de fora. O elevador desceu, a cachorra foi até o teto e passou 24 andares sendo estrangulada. Quando chegou no térreo, a cadela ainda caiu no chão, machucando a cabeça e desmaiando.

Júnior relata incidente com cachorra estrangulada pelo elevador

Júnior contou no stories do seu Instagram que as imagens da câmera de segurança do elevador são terríveis e “fortes demais para serem postadas nas redes sociais”. O músico aproveitou a situação para alertar aos tutores sobre o perigo de deixar o cachorro sozinho com a guia no pescoço.

“Ela não morreu por um milagre. Mesmo. Resolvi fazer esse vídeo para alertar as pessoas que têm cachorro e moram em prédio: não deixem o cão sozinho com a guia no pescoço se você tiver chamado o elevador. Não brinquem com elevador; isso é uma coisa muito séria”, desabafou.

Fonte Oficial: https://www.clubeparacachorros.com.br/cuidados/junior-lima-tem-cachorra-estrangulada-e-faz-importante-alerta-para-tutores/.