A Sea Shepherd Conservation Society (SSCS, na sigla em inglês), a primeira ONG de proteção e conservação da vida marinha do mundo, fundada em 1977, ajudou a parar e apreender o maior navio pesqueiro do mundo.

O Damanzaihao, um navio da lista negra dos ativistas e capaz de retirar do mar cerca de 547.000 toneladas de peixe por ano, teve sua licença de pesca caçada por realização de atividade ilegal e agora está proibido de deixar o Peru em função de acusações criminais pendentes.

Em abril, a Sea Shepherd entregou uma carta formal ao Ministério da Produção do Peru pedindo que o governo tomasse medidas mais firmes para garantir que o Damanzaihao fosse levado à justiça.

O Peru está tomando uma posição decisiva no caso. Junto a seus aliados no governo do país, a Sea Shepherd está “trabalhando para garantir que a exploração dos oceanos feita pelo Damanzaihao seja impedida de uma vez por todas.”

O navio pesqueiro retirava do mar cerca de 547.000 toneladas de peixe por ano | Foto: Divulgação

O Damanzaihao, agora impedido de funcionar, retirava do mar cerca de 547.000 toneladas de peixe por ano | Foto: Divulgação

Esta é uma notícia incrível, ainda mais levando em consideração os problemas sérios e urgentes que a população de peixes do mundo está enfrentando. Foi previsto que os estoques pesqueiros do mundo entrarão em colapso total nos próximos 20 anos.

Os responsáveis por isso são métodos agressivos de sobrepesca, empregados incansavelmente no oceano. Embarcações ilegais como esta só acrescentam mais combustível ao fogo, cabe a população tomar partido e assumir o papel que possui nessa briga ao consumir os produtos feitos com derivados do mar, alimentando essa indústria em direção ao colapso total dos ecossistemas marinhos. Mais informações sobre como evitar o consumo frutos do mar e ajudar o planeta dessa forma pode ser encontrada aqui.

Para saber mais sobre a organização Sea Shepherd e o trabalho que eles realizam em prol das populações marinhas, clique aqui.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/06/maior-navio-pesqueiro-do-mundo-e-desativado-gracas-a-acao-de-ativistas/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.