No dia 27 de junho um canil clandestino foi desmantelado na grande São Paulo e a situação encontrada pelo delegado Bruno Lima, a equipe policial, Conceição Aparecida Vigliotti do projeto Anjode4patas, Zuleide Beccaro, Luciane Falleiros, a veterinária Alexandra, Rosilene Zecchini, Paula Bastos e protetores foi a das mais terríveis. Animais doentes, molhados, amontoados em um espaço que normalmente caberiam de 30 a 40 animais.

Todos foram resgatados mas agora todos precisam ser tratados, vacinados e castrados para serem disponibilizados para doação. São cães das raças yorkshire, maltês e lhasa, que após os cuidados necessário irão para um lar amoroso, escolhido através de triagem das protetoras que os resgataram.

Agora toda ajuda é bem-vinda. Os protetores precisam que seja feita uma imensa corrente de doações porque são 124 animais que precisam ser examinados, vacinados e castrados, sendo que muitos precisam ficar internados e tomar medicamentos.

Eles precisam comer, ser aquecidos neste frio e tudo mais que um animal requer neste período de recuperação para estarem aptos para adoção.

Toda ajuda é aceita, portanto, qualquer quantia doada é de grande ajuda. O custo para cuidar de 124 animais é muito alto e toda doação vai fazer a diferença.

Além da doação em dinheiro, há um ponto de arrecadação de ração (minibeats), caminhas, roupinhas, que podem ser entregues na Av. Brigadeiro Luis Antonio, 2344, conjunto 63, no município de São Paulo, aos cuidados de Luciane Falleiros.

Interessados em ajudar podem colaborar doando qualquer quantia através do site de financiamento coletivo Kickante clicando aqui.

Nota da Redação: para que casos de maus-tratos como o noticiado, tão frequentes no comércio de animais, cheguem ao fim é preciso que animais parem de ser vendidos. Enquanto seres vivos forem reduzidos a mercadorias e humanos considerarem-os como objetos passíveis de compra e venda, casos terríveis em que animais serão maltratados irão ocorrer. Por essa razão, a ANDA recomenda aos leitores que optem por adotar animais ao invés de comprá-los, salvando, assim, cães e gatos que já sofreram ou ainda sofrem nas ruas e deixando de colaborar com um comércio cruel e antiético. 

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/07/caes-resgatados-de-canil-clandestino-precisam-de-ajuda-em-sp/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.