As pessoas responsáveis pelo crime não estavam no local no momento da chegada da PM. A suspeita é que os sacos seriam levados mais tarde pelos infratores.

As tartarugas foram examinados por veterinários e posteriormente foram devolvidas ao rio. O Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), que administra o parque, também participou da operação.

A rede utilizada pelos pescadores tinha um quilômetro de extensão e foi apreendida. Ninguém foi autuado.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/07/mais-de-120-tartarugas-capturadas-por-traficantes-sao-resgatadas-no-rio-araguaia/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.