A “Aliança Limpa dos Oceanos” da Commonwealth, liderada pelo Reino Unido e Vanuatu, pretende unir os países membro para que eles trabalhem juntos para “inverter a maré sobre o plástico que invade o ecossistema marinho”. Mais quatro países assinaram recentemente esse esforço, informou a ministra do Meio Ambiente Thérèse Coffey.

Reprodução | Plant Based News

A Commonwealth é uma organização intergovernamental composta por cerca de 53 países membros independentes. Não é uma união política, mas uma iniciativa que faz com que países de diversas origens sociais, políticas e econômicas sejam considerados iguais em status. Eles dividem valores e objetivos comuns: promoção da democracia, direitos humanos, liberdade individual, paz mundial, entre outros.

De acordo com a recém formada Aliança na organização, cada país membro que assine o tratado deve se comprometer a tomar medidas que acabem com o desperdício de plástico – seja por meio da proibição de microesferas, do compromisso de reduzir as sacolas plásticas descartáveis ou qualquer outra que julgar eficaz.

“Altos comissários de mais de 30 países da Commonwealth, incluindo Tanzânia e Nigéria que não assinaram formalmente a Aliança, reuniram-se hoje em Londres para compartilhar as ambições e conhecimentos que possuem e reiterar seu compromisso com os oceanos saudáveis”, disse o porta-voz do governo britânico.

Reprodução | Plant Based News

A reunião foi presidida pela ministra do Meio Ambiente, Thérèse Coffey, e ela destacou o quanto o Reino Unido tem sido carro-chefe nas iniciativas de conservação dos oceanos, como o Plano Ambiental de 25 Anos. “A poluição por plásticos marinhos é um dos maiores desafios ambientais que o mundo enfrenta hoje, exigindo uma abordagem verdadeiramente global para o desenvolvimento de uma solução”, disse Coffey em entrevista ao portal Plant Based News.

“Ao unir a expertise e as ambições dos países da Commonwealth, podemos dar grandes passos para eliminar todos os plásticos de uso único dos nossos oceanos. Eu gostei de ouvir de outros países sobre como eles estão se aproximando deste desafio, e estamos ansiosos para ver que diferença podemos fazer juntos”, ela finaliza.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/07/mais-de-30-paises-unirao-forcas-para-combater-poluicao-de-oceanos-por-plastico/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.