O médico vegano Milton Mills deu um discurso em J. Walter Cameron Center, em Wailuku, no Havaí. Lá, ele afirmou que acredita que os seres humanos não foram projetados para comer animais.

Mills estava participando do painel chamado “Meat Eating and Mind Games”, apresentado pela Sociedade Vegetariana do Havaí. O evento teve entrada gratuita.

De acordo com Mills, os humanos são herbívoros pois sua reação inata à carne crua de animais é a repulsa. Ele acrescentou que essa ação é um método natural do cérebro de proteger os humanos da carne crua, que trairia doenças.

Usando leões e ursos para ilustrar a diferença entre seres humanos e comedores naturais de carne, o Dr. Mills explicou como esses animais não têm problema em pegar e consumir carne crua. Já os seres humanos devem primeiro confiar em ferramentas para o assassinato dos animais, depois cozinhar para eliminar doenças transmitidas por alimentos, e por fim, consumir a carne.

Ele acrescentou que os humanos ainda tem a prática de colocar vegetais, ervas e temperos na carne, a fim de deixá-la mais chamativa.

Dr. Mills compara consumo de carne de seres humanos e animais e conclui que humanos não são feitos para consumí-la (Foto: Reprodução)

Esta não é a primeira vez que o Dr. Mills falou sobre o assunto de como os seres humanos são considerados onívoros. Em um vídeo divulgado no ano passado pela Mercy for Animals, o médico vegano disse:

“Se você realmente analisar a forma como nosso sistema digestivo é construído, temos a anatomia e a fisiologia de um herbívoro ou herbívoro estrito. Não temos adaptações no nosso sistema digestivo ou na nossa fisiologia que seja adaptada para comer ou consumir carne animal. E é por isso que não podemos consumir carne animal sem o auxílio da tecnologia”.

Dr. Mills é um dos muitos médicos que defendem o poder de uma dieta vegana para prevenir doenças crônicas e outros problemas de saúde. Ele já atuou como Diretor Associado de Medicina Preventiva e como membro do Conselho Consultivo Nacional do Comitê de Médicos para Medicina Responsável (PCRM).

Ele também escreveu sobre uma série de tópicos de saúde relacionados à dieta, incluindo um artigo sobre como as Diretrizes Dietéticas para os americanos não reconhecem as crises de saúde enfrentadas pela comunidade afro-americana.

Além disso, o Dr. Mills foi destaque no popular documentário vegano “What the Health”. Participou também em “The Invisible Vegan”, um filme que explora a política da alimentação baseada em vegetais em comunidades marginalizadas. Ele frequentemente passa seu tempo viajando pelo país dando palestras gratuitas sobre saúde e praticando em clínicas médicas gratuitas.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/09/medico-afirma-que-seres-humanos-nao-sao-fisiologicamente-adaptados-para-o-consumo-de-carne/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.