Susan Frantz é acusada de crueldade contra animais após deixar seu cachorro preso dentro de um carro sem uma janela sequer aberta. A mulher deixou o animal sozinho no estacionamento do aquário da Carolina do Norte, nos Estados Unidos. Além de cruel, a atitude é caracterizada com crime.

Policiais locais chegaram ao local do ocorrido por volta 11 horas da manhã de quarta-feira (30). Após tentativas de localizar os proprietários pela equipe do aquário, os policiais tentaram destravar o veículo com ferramentas de desbloqueio. Sem sucesso, eles foram forçados a quebrar uma das janelas para realizar o resgate.

Susan Frantz, tutora do cachorro, acabou localizada e foi acusada de crueldade contra animais. Autoridades afirmaram que a temperatura interna do veículo atingiu mais de 40 graus.

cachorro dentro de um carro

Animais deixados dentro de veículos podem morrer de insolação em poucos minutos | Foto: Divulgação

“Nunca é bom deixar um animal preso dentro de um veículo quente, além de ser contra a lei”, disseram funcionários do Departamento de Polícia de Pine Knoll Shores em sua página no Facebook.

Após esse e outros recentes relatos de cachorro deixados dentro de carros quentes, a PETA se pronunciou e pediu conscientização acerca da vida animal.

Em 2017 a PETA lançou um anúncio de conscientização com Mckenna Grace.

Apenas este ano, houve pelo menos nove mortes relacionadas a clima quente – e estas são apenas as que foram relatadas. A maioria não é.

Em um dia de 32 graus, a temperatura interior pode chegar a 42 graus em menos de 10 minutos. Um cachorro preso dentro pode sucumbir à insolação em poucos minutos, mesmo que o veículo esteja estacionado na sombra com as janelas ligeiramente abertas.

Qualquer pessoa que sujeite um animal a esse tipo de situação deve enfrentar acusações de crueldade.

Se encontrar um cachorro sozinho em um carro quente, ligue para as autoridades humanitárias locais ou para a polícia. Não deixe a cena até que a situação seja resolvida.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/05/cachorro-preso-dentro-carro/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.