Um relatório recém-lançado pela BBC observou que são jovens mulheres quem têm impulsionado o avanço do veganismo nos dias atuais.

Estes dados vão de encontro com números coletados de uma pesquisa feita pela organização The Vegan Society em 2016. De acordo com as respostas obtidas, 63% dos que se identificavam como veganos eram do sexo feminino.

Reprodução | Plant Based News

Para o Dr. Alex Lockwood, acadêmico e escritor: “Em pesquisas e avaliações anteriores sobre o perfil de pessoas trabalhando na base dos movimentos de ativismo e proteção animal, a maioria esmagadora dos participantes é mulher.”

A ideia de que mulheres estão mais propensas a se tornarem vegetarianas ou veganas não vem de agora. Em 1990, a escritora e pesquisadora Carol J. Adams já conseguia identificar os pontos de encontro entre o veganismo e as relações de gênero da sociedade. Para explicar seu ponto de vista, ela lançou o livro “A Política Sexual da Carne”.

Nele, a autora analisa minuciosamente as influências da sociedade patriarcal nos hábitos alimentares da população e na relação de seus membros com as mulheres e os animais. De certa forma, ela dá informações importantes para compreender que há muito mais envolvido entre a aproximação da mulher com o veganismo do que uma mera conscientização coletiva.

É pensando nisso que iniciativas têm surgido cada vez mais para motivar homens a também se tornarem veganos. Uma delas é a Vegan Bros, em que dois irmãos, Matt e Phil Letten, usam uma linguagem diferenciada para alcançar o público masculino.

Reprodução | Plant Based News

“Nós estamos tentando atingir aqueles outros tipos de pessoas [que não são naturalmente atraídos pelo movimento vegano]. E estamos chegando até eles de maneira efetiva”, eles explicam.

Além disso, diversos filmes e documentários têm se esforçado para incentivar homens a seguirem uma dieta à base de vegetais. From the Ground Up é um deles – um documentário que mostra atletas que estão no topo atualmente, e de que forma eles utilizam os vegetais para consumir a energia necessária para ter um bom desempenho em competições.

Outro exemplo é o tão esperado filme de James Cameron, que mostra os atletas e o que já alcançaram – sendo uma maioria de homens. O atleta e ativista vegano Timoty Shieff aparece no filme e admite a importância desse estímulo aos homens.

“[Com um pouco de sorte], podemos começar a mudar as perspectivas masculinas, porque acredito que esse seja um dos maiores problemas enfrentados pelo veganismo”, conta em entrevista ao portal Plant Based News.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/06/mulheres-maior-parte-ativistas-veganos-atualidade/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.