Se você mora no interior, ou tem uma fazenda com animais que vivem soltos, provavelmente já deve ter ouvido uma história de que algum bichinho de machucou brincando com um anzol.

Anzóis têm cheiro de iscas, o que os deixa atraentes para cães e gatos, especialmente quando filhotes. Este acaba nos lábios do animal, dentro de sua boca (provocando o salivar em excesso e dificuldade para engolir) ou atravesse  sua pata (fazendo-o mancar).

Quando engolidos podem causar danos gravíssimos.

Caso seu animal seja ferido por um anzol, mantenha a calma e siga os passos:

1. Imobilize seu animal. Para animais pequenos ou gatos: pegue-o com uma mão pelo pescoço e pelas patas traseiras com a outra. Deite-o de lado sobre uma superfície plana e estique-o com delicadeza. Para cães maiores é mais fácil imobilizá-los no chão, com você ajoelhado ao lado dele. passe um braço sob o peito de seu cachorro, envolvendo-o, e o outro braço em torno do seu pescoço.

2. Amordace-o Atenção! Só o faça se o animal não estiver com dificuldades para respirar, e caso você não consiga fazê-lo sem tocar no anzol.

3. Remova o anzol. A maioria dos anzóis tem rebarbas na ponta para evitar que eles se movam para trás. Caso a rebarba do anzol já tenha atravessado completamente a musculatura, use um cortador de arame próximo à pele para cortá-la. Depois, tire cuidadosamente o anzol por trás. Se a ponta do anzol não tiver atravessado completamente, use um alicate para segurar a haste e empurre o anzol através do músculo, sempre seguindo o formato do gancho.

E é claro, procure o mais rápido possível seu veterinário.

 

Fonte: Primeiros Socorros para Cães e Gatos.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.

DEIXE UMA RESPOSTA