É muito comum que cães e gatos tenham problemas dentários. Muitos deles passam desapercebidos e só percebemos quando o animal age de forma estranha ou não se alimenta. Em torno de três anos, 80% dos cães e 70% dos gatos apresentam esse tipo de problema.

Eles acontecem quando o dente se estraga, quebra ou quando a gengiva é afetada de alguma forma. Os cachorros que mastigam objetos duros como ossos e alguns brinquedos têm mais chances de quebrar ou desgastar um dente.

Animais com dentes quebrados, lascados ou gastos provavelmente não precisarão de primeiros socorros a não ser que as raízes fiquem expostas, porém podem oferecer um alívio temporários ou até mesmo salvar um dente.

Então, caso ocorra algum acidente, mantenha a calma e siga os seguintes passos:

1. Se o dente foi arrancado por uma colisão, desde que a raiz não tenha ficado exposta e o dente seja saudável, ele poderá ser reimplantado na boca. Preserve o dente colocando-o em um copo com uma pequena quantidade de leite para mantê-lo úmido e proteger os tecidos até que você chegue ao veterinário.

2. Ofereça água gelada ao seu animal. O frio ajuda a aliviar a dor e contrai os vasos sanguíneos no controle de qualquer sangramento. Não ofereça cubos de gelo, porque mastigá-los poderá lascar ainda mais o dente.

3. O dente danificado é tão doloroso que seu animal se recusará a deixá-lo mexer em sua boca. Contudo, se ele deixar, um medicamente útil é a xilocaína, que alivia a dor por algum tempo. Nunca utilize benzocaína em gatos, e nunca dê aspirinas para nenhum animal.

4. Ofereça somente alimentos macios. Alimentos para bebês à base de carne são bons durante um ou dois dias.

Fonte: Primeiros Socorros para Cães e Gatos

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.

DEIXE UMA RESPOSTA