Divulgação

O Departamento de Agricultura da Oregon (ODA) revogou recentemente a licença de operação da Lost Valley Farms (LVF) – segunda maior operação de laticínios do estado – devido a várias violações contínuas, incluindo sua incapacidade de gerenciar o lixo animal.

O proprietário do LVF, Greg Te Velde, não cumpriu uma ordem judicial para remediar uma série de violações ambientais, incluindo a contaminação de águas subterrâneas legalmente protegidas com o estrume que ele permitiu infiltrar no solo de milhares de vacas exploradas pela mega laticínios. Além disso, a Tillamook County Creamery Association – que compra leite da LVR para fazer queijo – planeja cancelar seu contrato com a LVF e informou que o leite proveniente da fazenda continha uma quantidade inaceitável de bactérias durante os 60 testes realizados ao longo de um ano.

Antes da abertura do mega produtor em 2017, os funcionários do Condado de Morrow escreveram uma carta preocupada à ODA descrevendo o possível desastre ambiental e de saúde humana que poderia ocorrer uma vez que o LVF começasse a operar, afirmando: “O Condado pede respeitosamente que a ODA, através da emissão desta licença, não prejudique as reservas de água, aumente a contaminação do lençol freático ou afete negativamente a produção agrícola”.

Da mesma forma, uma fazenda de suínos da Carolina do Norte de propriedade da Smithfield Foods foi multada em $ 50 milhões de dólares e rotulada como um incômodo público por permitir que fumos tóxicos e resíduos afetassem a qualidade de vida das comunidades vizinhas.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/08/oregon-eua-fecha-sua-segunda-maior-fazenda-de-laticinios/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.