O primeiro ministro do País de Gales, Carwyn Jones, anunciou nesta terça-feira (17) que o governo galês proibirá a exploração de animais selvagens em circos. “A forma como os animais são tratados é um reflexo importante da sociedade, e nos próximos 12 meses um projeto de lei será introduzido para proibir a exploração animal em circos “, dizia um comunicado oficial.

O primeiro ministro do País de Gales, Carwyn Jones, anunciou que o governo galês proibirá a exploração de animais selvagens em circos.

Reprodução | Eurogroup for Animals

O país-membro da Grã-Bretanha já havia comprometido-se a proibir a exploração animal em circos em 2013, afirmando que buscaria uma extensão do projeto de lei publicado para a Inglaterra pelo governo do Estado. Porém, após sete rejeições, o projeto só foi aprovado em fevereiro deste ano, e a medida começará a valer a partir de janeiro de 2020.

Quarenta e cinco países de todo o mundo já proibiram em animais em circos, incluindo Escócia e Irlanda, também membros do Reino Unido.

Graças à mudança de atitudes e conscientização acerca do sofrimento dos animais pelo público britânico, o número de circos que usam animais selvagens em suas performances diminuiu bruscamente em todo o Estado. Os dois únicos remanescentes são o Mondao Circus e o Peter Jolly’s Circus, que são licenciados na Inglaterra e fazem turnês no País de Gales.

O posicionamento do país foi bem recebido por defensores dos direitos animais em todo o mundo, incluindo a ONG Animal Defenders International (ADI). A presidente do grupo, Jan Creamer, disse: “Parabenizamos o governo galês por tomar providências que impeçam o sofrimento de animais em circos e por aproximar o Reino Unido de uma grande proibição da prática.”

Nota da Redação: Circos são estabelecimentos que lucram com a exploração animal e devem ser extintos. Para que os animais realizem as performances, eles são submetidos a diversas torturas e maus-tratos, além de serem privados de alimentação e cuidados médicos. Retirar animais selvagens da natureza para mantê-los em cativeiro e lucrar com seu sofrimento é um ato desumano, praticado largamente por circos e o banimento dessa exploração é essencial.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/07/pais-gales-proibira-animais-circos/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.