Em uma pesquisa com 600 estudantes universitários, pesquisadores concluíram o que quase todo mundo já sabia: pessoas que gostam de cães são bem diferentes das que adoram gatos.

“Faz sentido que as pessoas que preferem cães sejam mais animadas, porque gostam de sair e conversar com as pessoas. Já as que gostam de gatos são mais introvertidas e sensíveis,  preferem ficar em casa lendo um livro e não ter que levar o gato para passear”, explica a pesquisadora Denise Guastello, professora de psicologia da Universidade Carroll em Waukesha , Wisconsin, que apresentou os resultados no encontro anual

Algumas diferenças de personalidade são bem marcantes. Pessoas que gostam de cães têm mais disposição, são extrovertidas e costumam seguir regras. Já os  “gatófilos” são mais introvertidos e abertos a novas ideias, tendem a desobedecer regras e obtiveram um desempenho melhor na avaliação de inteligência (mas os pesquisadores não mencionam se os amantes de cães exigiram uma recontagem deste último item)

Segundo o LiveScience, 60% dos estudantes entrevistados declararam gostar de cães, 11% afirmaram preferir gatos e o restante disse gostar de ambos ou de nenhum. Para os cinófilos, o companheirismo é o atributo mais importante de um animal de estimação, enquanto a afeição foi citada pelos donos de gatos.

Por Sheila M. Eldred, Animal Planet Brasil

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.

DEIXE UMA RESPOSTA