O Batalhão de Polícia Ambiental (BPA), da Polícia Militar, resgatou uma ave da espécie Uiraçu-Falso, conhecida como Falso Gavião-Real. Uma denúncia anônima informou que o animal estaria sendo mantido em uma residência na ilha de Outeiro, distrito na região metropolitana de Belém. Informações foram divulgados na última terça-feira (22/03).

O animal neotropical raro tem menos de 1 ano de vida. Ele já passou por atendimento veterinário. O dono da propriedade onde a ave era mantida vai responder a inquérito na Delegacia de Meio Ambiente (Dema).

Nos últimos dez anos, o Programa de Conservação do Gavião-Real (PCGR), do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), mapeou apenas seis nihos de Uiraçu-Falso, no Brasil. A espécie resgatada será encaminhada para a sede do Programa, no Rio Grande do Sul.

O tenente coronel Mauro Barbas do BPA ressalta a importância de denunciar os crimes ambientais para auxiliar na preservação da natureza e punição aos criminosos. “Ao se deparar com um animal silvestre perdido, seja dentro de uma casa ou na rua, o correto é ligar imediatamente para o Centro Integrado de Operações (Ciop), número 190, para que o BPA seja acionado para o resgate adequado”, reforça.

Desde janeiro de 2016, o Batalhão de Polícia Ambiental registrou 108 de resgates de animais em situação de vulnerabilidade na capital e proximidades. Segundo o batalhão, durante o período chuvoso, é alto o número de animais silvestres em migração para as imediações urbanas, principalmente répteis, por conta do período de cópula.

Fonte: G1

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.