Ativistas espanhóis têm implorado ao governo para que ele proíba a abertura de novas fazendas de porcos no país. De acordo com um relatório que analisou dados referentes ao ano de 2017 – e que foi divulgado recentemente pelo governo – o número de suínos mortos na Espanha a cada ano supera a população.

Reprodução | Plant Based News

Um dos grandes motivos para esse fenômeno estar tomando conta do território é a crescente demanda por carne de porco vinda de outros países – principalmente a China. Houve um aumento de 20% na produção anual, e a maior parte da carne produzida pelos espanhóis é exportada.

A crescente população de porcos tem um impacto muito negativo no meio ambiente: nitratos de resíduos animais têm contaminado as águas subterrâneas. Isso não traz riscos somente para as pessoas, é um perigo iminente a muitas outras espécies que acabam ingerindo essas substâncias presentes no líquido.

Além disso, apenas o transporte, a geração de eletricidade e a indústria geram mais emissões de gases do efeito estufa do que a agricultura. Os porcos também requerem grandes quantidades de água – o que é problemático em um país que é freqüentemente afetado pela seca.

“Mudamos para um modelo industrial e intensivo com graves consequências para os recursos hídricos e a atmosfera”, afirmou Dani González, membro da organização em defesa do meio ambiente Ecologists in Action, em uma entrevista concedida a uma agência de notícias espanhola.

É por isso que a organização tem sido uma das líderes nas campanhas contra este negócio no país. Ela atualmente tem feito protestos exigindo uma moratória em novas fazendas de porcos.

O governo espanhol, por sua vez, comprometeu-se a implementar novas normas dentro da indústria, para melhorar o meio ambiente e a higiene – bem como a saúde e o bem-estar dos animais. Os anúncios foram feitos pelo primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez, que assumiu o cargo em junho.

Como parte de seus planos para tornar o meio ambiente uma política prioritária, Sánchez separou o Ministério do Meio Ambiente de sua carteira conjunta com a agricultura, criando um novo bloco de atuação.

Leia mais em: https://www.anda.jor.br/2018/08/quantidade-de-porcos-em-matadouros-ultrapassa-numero-de-habitantes-na-espanha/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Clube dos Animais.